LÁCTEOS: Ministro da Casa Civil tem reunião com representantes do se

LÁCTEOS: Ministro da Casa Civil tem reunião com representantes do setor

 
A queda do consumo de produtos lácteos, o aumento da produção interna e a pressão econômica causada pelas importações do leite uruguaio foram os principais destaques de reunião ocorrida terça-feira (12/09), em Brasília, e que contou com a participação das entidades de representação do setor, como a OCB, e o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, dentre outros representantes do governo federal.

Desdobramentos negativos – A intenção do setor produtivo foi mostrar, ao governo, os desdobramentos negativos desse cenário, tais como a redução da renda dos produtores, o que consequentemente tem causado o êxodo das famílias desse tipo de atividade rural.

Pessoas envolvidas – “Atualmente, temos mais de 4,2 milhões de pessoas envolvidas na produção de leite e seus derivados no país. E esse número tem diminuído todos os dias, devido à crise do setor, agravada pela competição desleal resultado da importação de leite do Uruguai e pelo baixo preço pago ao produtor. Isso reduz a geração de renda e, consequentemente, a permanência de muitas famílias no campo”, comenta o superintendente do Sistema OCB, Renato Nobile.

Documento – Um documento, assinado por diversas entidades ligadas ao setor produtivo, contendo sugestões de ações que poderão ser implementadas pelo governo, a fim de contornar a situação crítica do leite brasileiro, foi entregue ao ministro Eliseu Padilha.

Compras governamentais – Dentre os pontos sugeridos estão o fortalecimento do mercado interno de lácteos, por meio da ampliação das compras governamentais (a exemplo do Programa de Aquisição de Alimentos – PAA) e a busca de mecanismos de controle das importações de leite em pó do Uruguai.

Resultados – Em relação às compras governamentais, tendo em vista a dificuldade orçamentária dos ministérios responsáveis pelos programas de aquisição de alimentos, o ministro Eliseu Padilha determinou que o Ministério do Desenvolvimento Social e a Secretaria de Agricultura Familiar se reúnam com o Ministério do Planejamento a fim de encontrar soluções para ampliar os recursos disponíveis, principalmente os relativos ao PAA.

Regularização – Padilha também determinou que o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços juntamente com o Ministério da Agricultura e Ministério das Relações Exteriores busquem possíveis ações para regularização do fluxo de importações do Uruguai e criem um ambiente favorável a um acordo comercial entre os setores privados dos dois países, com o menor impacto possível nas relações comerciais no âmbito do Mercosul.

Participantes – A reunião com os representantes do governo federal foi articulada pelos deputados da bancada do Rio Grande do Sul: Alceu Moreira, Covatti Filho, Heitor Schuch, Bohn Gass e Marcon; e, ainda, do deputado Sérgio Souza, do Paraná. Todos integram a Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop).

Governo – Também participaram do encontro, por parte do governo: Marcos Pereira, ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Neri Geller, secretário de Política Agrícola do Mapa, Caio Rocha, secretário de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, José Ricardo Roseno, secretário especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, antigo MDA, e Ernani Polo, secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Irrigação do Rio Grande do Sul.

Entidades РA reunịo contou, ainda, com a presen̤a de representantes da Fecoagro/RS, Confedera̤̣o Nacional da Agricultura, Fetag/RS, Sindilat/RS, Sindileite/PR, Farsul/RS, Famurs, IGL/RS, Silemg, AMP/PR. (Informe OCB)

http://www.paranacooperativo.coop.br/ppc/index.php/sistema-ocepar/comunicacao/2011-12-07-11-06-29/ultimas-noticias/114756-lacteos-ministro-da-casa-civil-tem-reuniao-com-representantes-do-setor

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top