Perspectivas do mercado lácteo – América do Sul – Relatório 47/2017 de

Perspectivas do mercado lácteo – América do Sul – Relatório 47/2017 de 21 de novembro de 2017

Leite/América do Sul – Nas últimas semanas, o bloco Mercosul e a União Europeia (UE) fizeram rodadas de negociação para uma eventual assinatura de tratado de comércio entre os dois blocos. Antes da assinatura do tratado, a UE requer exclusividade para alguns queijos com Indicação Geográfica (IGP).

O resultado, é que ontem, o governo do Uruguai abriu por 30 dias uma consulta pública para coletar opiniões do público. O propósito principal desta consulta é o de evitar possíveis conflitos entre os IGPs Europeus e os queijos do mesmo nome usados no Uruguai. Enquanto isso, a produção de leite nas fazendas da Argentina e Uruguai, variam de estáveis a quedas levas, depois de atingir o pico sazonal. Os volumes de leite e creme são suficientes para atender as necessidades de processamento. A demanda do varejo e food service por leite fluido, queijo, e manteiga estão firmes. No Brasil, a produção de leite de vaca continua crescendo à medida que o pico sazonal se aproxima, o que ocorre normalmente entre dezembro de janeiro. A captação de leite está suficiente para atender as necessidades da indústria. No entanto, a dependência da importação de produtos lácteos infantis continua em declínio. O mercado de leite UHT está mostrando fraqueza, e, enquanto os preços caem e os estoques aumentam. No entanto, o mercado de queijos e leite em pó encontra-se estável, sem grandes alterações nas duas últimas semanas.

http://www.terraviva.com.br/site/index.php?option=com_k2&view=item&id=14842:perspectivas-do-mercado-lacteo-america-do-sul-relatorio-47-2017-de-21-de-novembro-de-2017

 

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.


Top