Greve e as contas a pagar

Greve e as contas a pagar

A greve dos caminhoneiros segue perdendo força no Brasil, mas os impactos causados pela crise nas estradas vão continuar afetando o movimento natural das cidades por mais dias. O ritmo não vai voltar de uma hora para a outra, e nem poderia. Os prejuízos foram grandes, e quem vai pagar a conta é o contribuinte. Serão dois pesos no bolso do trabalhador. Ao mesmo tempo em que teremos que arcar com o preço do “leite derramado”, considerando o imensurável desperdício de alimentos que rapidamente trouxe de volta o fantasma da inflação, também seremos obrigados a carregar nas costas, mesmo que de forma indireta, o peso de mais tributos.

Embora o Governo Federal descarte aumentar impostos para tentar baixar o preço do combustíveis nas bombas e evitar novo colapso no abastecimento, a aprovação no Senado da reoneração da folha de pagamento para 28 setores da economia não sairá de graça. Os custos das empresas serão repassados ao consumidor. Como ocorreu em gestões anteriores, novamente, o Palácio do Planalto não consegue resolver um problema sem criar outro. Faltam ações sustentáveis.

Mais uma vez, a instabilidade econômica assombra o País, colocando em xeque o controle inflacionário e a retomada do crescimento, as joias da coroa do presidente Michel Temer (MDB). O fato de o Produto Interno Bruto (PIB) ter avançado 0,4% de janeiro a março deste ano, quinta alta trimestral seguida, não significa dizer que permaneceremos em situação confortável até o fim de 2018.

 

REFLEXO NO PIB

O fato de o PIB nacional ter crescido 0,4% de janeiro a março deste ano, quinta alta trimestral seguida, não traz segurança até o fim do ano. A economia desacelerou, e não pode parar

https://www.opovo.com.br/jornal/cenario/2018/05/greve-e-as-contas-a-pagar.html

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top