O leite a um passo da garantia de preço mínimo 

O leite a um passo da garantia de preço mínimo 

 

O leite poderá entrar na lista de  produtos amparados pela PGPM (Política de Garantia de Preços Mínimos). A medida beneficia os produtores rurais, sobretudo os pequenos e os médios, que tendem a sofrer mais financeiramente com as oscilações de preço do mercado.

O texto do Projeto de Lei Complementar (PLC 215/2015) foi aprovado pela CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) do Senado e segue para o plenário da Casa com pedido de urgência na votação.

O relator na comissão, senador Waldemir Moka (MDB-MS), ressaltou que a medida apenas autoriza, ou seja, não é obrigatória a inclusão do leite na Política de Garantia de Preços Mínimos.

“Caso seja inserido na PGPM, o leite poderá ter um valor mínimo de compra estabelecido pelo governo. Na prática, a diferença entre o valor fixado dos produtos e o valor real de mercado é repassada pelo Estado ao produtor, de modo que não haja prejuízos financeiros para o cidadão.

“O texto aprovado estabelece que os recursos necessários para a inclusão do leite na pauta da PGPM devem ser alocados pelo governo quando da elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias.

https://www.oparana.com.br/noticia/o-leite-a-um-passo-da-garantia-de-preco-minimo

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top