Agricultores conhecem produção leiteira em Rio Fortuna

#Agricultores conhecem produção leiteira em Rio Fortuna

Maracajá – para conhecer de perto exemplos de pessoas que investiram e estão tendo grande retorno com o gado leiteiro. A visita foi organizada pela Epagri de Maracajá.

Durante todo o dia os 40 agricultores e agricultoras conheceram técnicas utilizadas em Rio Fortuna e que garantem o aumento da produção de leite. A primeira propriedade que o grupo visitou foi a de Evilásio Koch, na comunidade de Rio dos Bugres. Lá é utilizado o sistema de sombreamento de pastagem, que é a plantação de eucaliptos em linha, o que oferece sombra para os animais e com isso aumenta a produtividade de leite. Segundo o engenheiro agrí´nomo da Epagri de Rio Fortuna, João Paulo Reck, uma área que antes só servia para o gado, agora terá a madeira.

“Além disso, existem vários benefí­cios para o gado, que são o conforto térmico, preserva melhor o pasto e ainda o eucalipto que oferece sombra também protege do granizo e do vento”, destaca.

Depois do almoço o grupo seguiu para a propriedade de Ambrozio Berto Tenfen, na comunidade de Rio Bravo Baixo. Lá o grupo de Maracajá pí´de conhecer que o investimento no pasto do gado ajuda a diminuir o custo do leite.

“O pasto é preciso adubar e cuidar e isso é um custo baixo se comparado a silagem e a ração”, informa o engenheiro agrí´nomo da Epagri.

Ainda de acordo com João Paulo, é preciso produzir leite com mais pasto e menos ração. Para a agricultura Léia Marques Silva, da Garajuva, a experiíªncia foi ótima. “A gente viu que coisas simples ajudam o gado a produzir mais”.

Já o extensionista da Epagri de Maracajá, Osmar Minatto, lembra que a troca de informações é o que ajuda as pessoas a implantar novas ideias em suas propriedades. “Esta visita foi feita para que as pessoas que hoje produzem leite em Maracajá se interessem em expandir o trabalho e tenham uma renda mensal com o leite”, afirma.
Fonte: Sul Notí­cias

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top