Alagoas vai receber mais R$ 4,7 milhões para investimentos no ProLeite – eDairyNews Últimas notícias
Brasil |28 octubre, 2016

Indústria | Alagoas vai receber mais R$ 4,7 milhões para investimentos no ProLeite

Governador fez anúncio em solenidade de abertura do programa no Parque da Pecuária

Governador fez anúncio em solenidade de abertura do programa no Parque da Pecuária

Alagoas vai receber mais R$ 4,7 milhões em recursos federais para investimentos no Programa Pecuária Leiteira (ProLeite), além de conseguir mais verba para o desenvolvimento das atividades no próximo ano. Este foi o anúncio dado pelo governador do Estado, Renan Filho (PMDB), durante a solenidade de abertura do programa na manhã desta quinta-feira (27), no Parque da Pecuária, no bairro do Prado, em Maceió.

O ProLeite é um seminário que discute estratégias para otimizar e privilegiar o segmento leiteiro. Em entrevista coletiva, Renan Filho afirmou que o programa foi descontinuado em vários estados do país em virtude da crise econômica e desorganização, diferentemente de Alagoas, considerada uma referência pela quantidade de produtores e pelo fator prioritário adotado pela Secretaria de Agricultura (Seagri).

“É um dos programas mais simbólicos do nosso estado, garante o emprego do homem do campo, além do estímulo à produção, industrialização e distribuição gratuita a milhares de famílias diariamente. Já desoneramos a cadeia produtiva do leite e, agora, alguns estados compram o leite aqui mesmo com os incentivos fiscais para a indústria”, explicou o governador.

Renan Filho reforçou, à imprensa, que, no ano passado, o governo investiu mais do que 50% de recursos para manter o programa, quando deveria ter colocado apenas 20%.

“Conseguimos a liberação de mais quatro milhões e setecentos mil reais de recurso federal ao programa, assegurando, inclusive, outros recursos necessários para a continuidade do programa para 2017. A produção de leite voltou a crescer bastante e estamos reestruturando a cooperativa de produtores para passar a produzir o leite em pó, de forma a gerar mais emprego no campo e na indústria”, assinalou o governador.

Aftosa

Sobre a segunda fase da campanha contra a febre aftosa, Renan salientou que Alagoas está na zona livre com vacinação, perdendo, somente, para o estado de Santa Catarina. “Hoje não temos qualquer impedimento para distribuir a carne, inclusive na exportação, mas a aftosa precisa ser cuidada diariamente e, a cada ano, otimizadas as campanhas de vacinação”.

http://gazetaweb.globo.com/portal/noticia.php?c=21178

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas