Angola aposta na produção de leite

#Angola aposta na produção de leite

Dados do ministério da Economia dão conta que Angola gasta mais de 150 milhões de dólares anualmente na importação de leite. A produção nacional do leite satisfaz apenas 5% do consumo anual.

O executivo angolano pretende mudar este quadro com a operacionalização do programa de desenvolvimento deste sector que considera um imperativo para o crescimento econí´mico.

Para a viabilização do projeto, o executivo tem já uma linha de crédito de duzentos milhões de dólares, com juros bonificados.

Lí­cinio Tavares apontou para os empresários as formas para aderir ao programa que vai equilibrar a produção leiteira no paí­s,a partir do projeto Angola Investe.

Soube-se, no entanto que até a presente data, oitocentas e cinquenta empresas estão certificadas pelo INAPEM para desenvolver projetos diversos. A finalidade é atingir 9 mil empresas até 2015.

O ministério da Economia vai realizar na sexta-feira, 6 de Julho, na Cela, Wako-Kingo, Kwanza-Sul, um road-show onde vai reunir empresários e investidores para abordar a questão da produção de Leite no paí­s e encontrar soluções que viabilizem a dinamização para o crescimento do sector.
Fonte: Ecofinanças

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top