Após cortes de incentivos em MG, BR Foods busca apoio de prefeitura

Após cortes de incentivos em MG, BR Foods busca apoio de prefeitura para se manter em Uberlândia

As operações da BR Foods em Uberlândia podem estar com os dias contados. De acordo com a Prefeitura de Uberlândia, executivos da multinacional de alimentos estiveram reunidos com o prefeito Odelmo Leão na última semana e externaram a preocupação em continuar atuando no Estado após cortes em incentivos tributários feitos pelo Governo de MG.
Por meio de nota, a empresa disse nesta segunda-feira (18) que não vai comentar o assunto. Até esta publicação, o G1 ainda aguardava um posicionamento da Secretaria de Estado da Fazenda sobre os cortes de incentivos.
A administração municipal informou que participaram da reunião na prefeitura o vice-presidente nacional da companhia de alimentos, Alexandre Moreira de Almeida, o diretor regional Centro-Oeste, Fábio Stumpf, o gerente industrial em Uberlândia, Rubens Modena, o gerente comercial em Uberlândia, Hélder Carvalho, e os deputados estaduais Felipe Attiê e Arnaldo Silva.
O prefeito Odelmo Leão declarou, também por meio de nota, que o Município vai trabalhar para manter as operações das unidades da empresa na cidade.
“É uma empresa de extrema importância para a economia de Uberlândia, que gera mais de 7,5 mil empregos diretos e que move toda uma cadeia produtiva local para produzir carnes e outros alimentos”, explicou o prefeito.
Os deputados presentes na reunião observaram que o Governo de Minas tem feito cortes nos incentivos tributários e pretendem abrir discussões na Assembleia de Minas Gerais que podem colaborar com a manutenção no Estado de empresas como a BR Foods.
Atuação da BR Foods na região
Apenas no Brasil, a BR Foods possui 35 unidades produtivas e 20 centros de distribuição, com mais de 88 mil colaboradores diretos, mas, nos últimos quatro anos, a multinacional encerrou contratos com criadores de peru duas vezes em Uberlândia.
Em novembro de 2016, a BRF reincidiu com 123 produtores. Em 2013, a BRF realizou a rescisão dos contratos com 108 criadores. De acordo com a Associação dos Granjeiros Integrados do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (Agritap), a empresa já chegou ter contrato com 238 produtores da cidade.
Na época, a empresa justificou aos criadores, por meio de documento, que o término dos contratos aconteceu devido à redução na produção diária na fábrica de abatedouros em Uberlândia.

https://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro/noticia/apos-cortes-de-incentivos-em-mg-br-foods-busca-apoio-de-prefeitura-para-se-manter-em-uberlandia.ghtml

Tags: , ,
Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top