Aquisição de leite em Mato Grosso cresce 5,4%

# Aquisição de leite em Mato Grosso cresce 5,4%

Alta de 5,4% quando comparado com o mesmo perí­odo do ano passado, ocasião que foi registrado 151,9 mil litros. Do total adquirido no perí­odo da pesquisa, cerca de 13 mil litros não foram industrializados (indicativo de perdas no processamento do produto).

No paí­s, foram adquiridos 5,7 bilhões de litros no primeiro trimestre do ano, registrando aumento de 4,4% ante o mesmo perí­odo do ano passado e, queda de 2,9% com relação ao quarto trimestre de 2011. Mato Grosso é o oitavo do ranking dos principais Estados em aquisição. Minas Geral é lí­der com mais de 25% do total nacional, seguido por Rio Grande do Sul, com 15,3% e Paraná, com 13,1%.

O estudo aponta ainda que houve redução nas exportações do produto. No primeiro trimestre a quantidade enviada do leite foi de 1.053.670 quilos, redução de 92,1% ante o mesmo perí­odo de 2011. Quando comparado com o quarto trimestre do ano passado, a redução é ainda maior, atingindo 92,3%. Filipinas, Paraguai e Bolí­via foram os principais destinos. Os números são da Secretaria de Comércio Exterior, do Governo Federal.

Para a pesquisa foram consultados pouco mais de 2,1 mil informantes no paí­s.

http://www.midianews.com.br/conteudo.php?sid=4&cid=125579

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top