Argentina: indústria de alimentos e bebidas discute competitividade

# Argentina: indústria de alimentos e bebidas discute competitividade

Em meio a forte pressão do mercado cambial da Argentina – disparada do paralelo e desvalorização do real no Brasil, acentuando a perda da competitividade do paí­s – e de barreiras comerciais bilaterais, representantes da indústria de alimentos e bebidas do Mercosul iniciaram encontro de dois dias, em Buenos Aires. O objetivo é discutir, entre outros assuntos, as questões que mais preocupam os empresários: a perda de competitividade e a fluidez do comércio. O presidente de Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação do Brasil, Edmundo Klotz, fez crí­ticas í  polí­tica cambial do Brasil e da Argentina.

“No Brasil, nosso problema hoje é que o cí¢mbio está ficando alto demais. Daqui a pouco vai ser difí­cil de segurar. Todo mundo fala que temos cí¢mbio flutuante, no Brasil e na Argentina, mas quem acreditar nisso eu vendo a ponte Rio-Niterói”, disparou. “As consequíªncias quando se controla o cí¢mbio podem ser dramáticas e eu tenho medo disso”, alertou Klotz. Indagado pela Agíªncia Estado se considera a elevação do cí¢mbio no Brasil descontrolada, ele disse que “ainda há tempo para reverter e voltar ao que era o cí¢mbio flutuante”.

O empresário considerou que os distintos setores da economia tíªm diferentes necessidades e aspirações para o patamar do cí¢mbio. Ele ressaltou que são variáveis que devam ser consideradas, mas não determinantes para fixar um patamar do cí¢mbio. “O certo é deixar o cí¢mbio flutuar e ficar onde o mercado determina”, opinou.
Fonte: Agencia Estado

http://www.milkworld.com.br/noticias/post/argentina-industria-de-alimentos-e-bebidas-discute-competitividade

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top