# Argentina: "Não há outra saí­da para crescer, tem que exportar"

# Argentina: “Não há outra saí­da para crescer, tem que exportar”

O presidente da Associação de Pequenas e Médias Empresas Lácteas (APYMEL) da Argentina, Javier Baudino, falou sobre o conflito comercial com o Brasil e a saí­da das pequenas e médias empresas em busca de novos mercados para colocar seus produtos. “Antes, o mercado interno absorvia tudo”.

Baudino explicou que se o Brasil colocar cotas para a entrada de queijos, as pequenas e médias empresas de lácteos, que são as principais produtoras, seriam muito afetadas. “Nossas empresas tíªm feito investimentos em plantas de leite em pó e hoje não podemos ter acesso a um dos melhores mercados e tão próximo como esse”.

Baudino disse que é necessário que haja uma mudança de mentalidade nos empresários das pequenas e médias empresas. “Antes, o mercado interno absorvia tudo, mas hoje, a situação é diferente”. Ele disse que a APYMEL está trabalhando para fomentar que as pequenas e médias empresas de lácteos comecem a ser exportadoras. Nesse sentido, e junto com a Subsecretaria de Lácteos, está formando equipes que se encarregarão de buscar novos mercados. “Para que a Argentina cresça, não há outra maneira a não ser pensar no comércio exterior”. Ele disse que nessa semana viajarão por sete dias a várias cidades estratégicas, como Florianópolis e São Paulo, entre outras, com a ideia de trazer negócios concretos.

Frente a um cenário negro, a última recuperação no Global Dairy Trade nos preços internacionais dos lácteos devolveu um pouco de otimismo ao setor. “O preço ao produtor será definido pelo mercado externo. Na semana passada, o setor leiteiro podia chegar a ser catastrófico, mas hoje, estamos um pouco mais otimistas, porque geralmente depois do primeiro aumento vem outro e, com um dólar de 7,8% mais alto, diria que os preços não vai subir, mas pelo menos não vão cair”.

Infortambo

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.


Top