Porque as prateleiras de manteiga estão cada vez mais vazias? – eDairyNews Últimas notícias
Brasil |20 octubre, 2017

Indústria | Porque as prateleiras de manteiga estão cada vez mais vazias?

  Manteiga – Você está tendo dificuldades de encontrar manteiga nos supermercados? Você não é o único, o setor enfrenta…

 

Manteiga – Você está tendo dificuldades de encontrar manteiga nos supermercados? Você não é o único, o setor enfrenta o início de uma escassez. Há algumas semanas, consumidores e distribuidores observam o desaparecimento da manteiga. Alguns falam em escassez de manteiga e preocupação com os produtos das festas de final do ano, como os tradicionais folheados. Europe1 acredita que a manteiga está se transformando em alimento raro.
Devemos esperar por uma verdadeira escassez de manteiga?
Cada vez mais as prateleiras de refrigerados reservadas à manteiga ficam vazias por semanas em muitas regiões da França, tanto em Franche-Comté, na Normandia, na Bretanha ou ainda em Centre-Val-de-Loire. Os tabletes são substituídos por cartazes explicando que o produto não está mais disponível. As grandes lojas reconhecem que elas estão com dificuldades para repor os estoques. “Somos atendidos a conta-gotas”, explica a responsável por produtos frescos do hipermercado Dury, perto de Amiens, ao jornal Le Courrier Picard. “Todos os dias fazemos os pedidos mas, nós não recebemos tudo. Existe um cronograma de entregas, e todas as marcas são afetadas”. Uma escassez que também incomoda o consumidor. Diante do racionamento da manteiga, aqueles que encontram compram mais do que o de costume. Eles estocam no congelador para ficarem seguros de ter o produto suficiente para as festas do final do ano. Por outro lado, este início de escassez deverá ser resolvido naturalmente, após o inverno, já que a manteiga é um produto sazonal. É durante o inverno que as vacas têm seus filhotes, e então elas produzem menos leite para a indústria, o que não é o caso da primavera, lembra a Rádio RTL

Quais são as consequências dessa falta?
Os profissionais da produção de produtos lácteos tentam se garantir. Se Christian Vabret, presidente da Confederação Europeia de Padarias e Confeitarias, assegura à La Montagne que no seu segmento não faltará manteiga para as festas do final do ano, os preços deverão, efetivamente, aumentar este ano. “Os preços já aumentaram 45% entre 2015 e 2016, e e subiram outros 50% desde o mês de junho”. Quanto ao reajuste da matéria-prima chegar aos produtos transformados, o profissional assegura que há dez anos, os preços de croissants e brioches aumentaram muito pouco. Entretanto “para tortas e folhados, é evidente que haverá um reflexo maior nos preços, mas ainda assim, continuarão razoáveis”, reconhece.
No entanto, esta alta nos preços da matéria-prima prejudicará os empregos que dela dependem. É o caso da empresa Cher, especializada na fabricação de massas (folhada, quebrada, areada), que deverá colocar 10 empregados em tempo parcial por duas semanas.
Quais são as causas dessa situação?
Essencialmente pelo explosão da demanda mundial nos últimos anos. “O consumo nas economias emergentes, como China e Oriente Médio, é cada vez maior”, explica Dominique Chargé, presidente da Federação Nacional das Cooperativas de Laticínios. Mesmo que a oferta esteja lutando para atender à demanda, continua mais interessante para o produtor de leite, vender no mercado internacional, segundo um especialista.
“Hoje um industrial francês tem mais interesse em comercializar a manteiga com outros países, com os preços indexados à cotação mundial, do que vender a manteiga a um distribuidor francês que se recusa a aceitar as elevadas altas de preços”. Por outro lado, as cotações do leite em pó não conseguem recuperação, desde a crise leiteira de 2015.
Também, os agricultores tiveram dificuldades de produção em decorrência de condições climáticas adversas ao longo de todo o ano de 2016, e na primavera de 2017. A produção de leite caiu, e é natural que a manteiga tenha se tornado mais cara. “Dois anos atrás, o quilo era € 3,50, e hoje, é no mínimo € 6,00”, esclarece Dominique Dengreville, presidente dos produtos de leite de Somme e Courrier Picard.
E, por último, os consumidores mudaram sua visão sobre a manteiga. Considerada por anos, como prejudicial à saúde, a manteiga foi reabilitada diante de margarinas e óleos vegetais. Em 2014, uma porção de manteiga foi manchete na revista britânica Time, com o título “Coma manteiga. Cientistas rotularam a gordura como inimiga. Os motivos pelos quais eles estavam errados”.

http://www.terraviva.com.br/site/index.php?option=com_k2&view=item&id=14247:porque-as-prateleiras-de-manteiga-estao-cada-vez-mais-vazias

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas