#Associação de produtores quer medidas governamentais para o setor da pecuária de leite – eDairyNews Últimas notícias
Sin categoría |8 agosto, 2012

Negócio | #Associação de produtores quer medidas governamentais para o setor da pecuária de leite

Os pecuaristas de leite da região norte do Espí­rito Santo estão descontentes com a falta de incentivo governamental para a…

Os pecuaristas de leite da região norte do Espí­rito Santo estão descontentes com a falta de incentivo governamental para a atividade. A importação de produtos lácteos de outros paí­ses e a carga tributária desigual com outros Estados brasileiros são alguns dos fatores que preocupam o setor.

De acordo com a Associação dos Produtores de Linhares e Região (APL), a abertura do mercado brasileiro para o leite e seus derivados importados prejudica o mercado nacional. “Com o apoio que os produtores desses paí­ses (Nova Zelí¢ndia e Argentina, por exemplo) recebem, o custo de produção diminui e eles conseguem chegar com o leite mais barato aqui no Brasil, prejudicando nossos produtores que não tíªm incentivos”, diz Cirilo Pandini Júnior, presidente da APL. Segundo Pandini, os laticí­nios brasileiros compram o produto de fora pelo valor de R$0,70 a R$0,80, pressionando a cotação do leite para os produtores capixabas.

Outro fator que tem prejudicado a pecuária capixaba é a distorção tributária. O Espí­rito Santo tem desvantagem em relação aos outros estados produtores. “Aqui no Estado, os impostos são mais baixos para a entrada de produtos lácteos de fora, como Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia, o que não acontece com nossos produtos lá. Isso tem prejudicado nosso mercado também. Precisamos que os impostos sejam equiparados. São decisões governamentais que favorecem nossa pecuária”, destaca Pandini.

“Minas Gerais e Rio de Janeiro cobram 18% de alí­quota para entrada de produtos produzidos no Espí­rito Santo”, afirma o gerente da Latí­cinios Damare, Cincinato Mendes, no Espí­rito Santo.

De acordo com Mendes, a importação de leite afeta o mercado no Brasil. Com o Mercosul, existe uma facilidade dos produtos lácteos entrarem no Brasil sem tributação, tornando-o mais competitivos do que o nacional.
Fonte: Campo Vivo

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas