#Brasil começará a liberar as licenças não automáticas para lista de produtos argentinos – eDairyNews Últimas notícias
Sin categoría |4 julio, 2012

Indústria | #Brasil começará a liberar as licenças não automáticas para lista de produtos argentinos

Durante a reunião de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados, ocorrida na proví­ncia de Mendoza, o ministro da…

Durante a reunião de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados, ocorrida na proví­ncia de Mendoza, o ministro da Agricultura, Pecuária e Pesca da Argentina, Norberto Yauhar, afirmou que começou a normalizar a entrada de produtos argentinos no Brasil.

A decisão de normalizar as exportações surgiu como produto das gestões realizadas pelo Ministério da Agricultura, Secretaria de Comércio e Chancelaria. Vale destacar que já começaram se ser emitidas as licenças correspondentes para o envio das mercadorias.

“Vale destacar que o Brasil começará a liberar as licenças não automáticas para a lista de produtos argentinos que incluem leite, creme de leite, mussarela, parmesão, uva seca, azeite de oliva, farinha de trigo, caramelos, chocolates, batata congelada, azeitonas, geleias e vinhos”.

Por outro lado, a Argentina garante a entrada efetiva de um grupo de produtos do Brasil, como calçados, tíªxteis e confecções, móveis, linha branca, pneumáticos, carne suí­na e maquinaria agrí­cola.

Por último, chegou-se a um acordo de um mecanismo de monitoramento dos compromissos estabelecidos, através da troca periódica de informações sobre outorga de licenças e de reuniões mensais para avaliar a marcha do comércio bilateral, com vistas a assegurar o objetivo em termos de déficit comercial.

http://chubut.lanoticia1.com

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas