Brasil começará a liberar as licenças não automáticas para lista de produtos argentinos

#Brasil começará a liberar as licenças não automáticas para lista de produtos argentinos

Durante a reunião de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados, ocorrida na proví­ncia de Mendoza, o ministro da Agricultura, Pecuária e Pesca da Argentina, Norberto Yauhar, afirmou que começou a normalizar a entrada de produtos argentinos no Brasil.

A decisão de normalizar as exportações surgiu como produto das gestões realizadas pelo Ministério da Agricultura, Secretaria de Comércio e Chancelaria. Vale destacar que já começaram se ser emitidas as licenças correspondentes para o envio das mercadorias.

“Vale destacar que o Brasil começará a liberar as licenças não automáticas para a lista de produtos argentinos que incluem leite, creme de leite, mussarela, parmesão, uva seca, azeite de oliva, farinha de trigo, caramelos, chocolates, batata congelada, azeitonas, geleias e vinhos”.

Por outro lado, a Argentina garante a entrada efetiva de um grupo de produtos do Brasil, como calçados, tíªxteis e confecções, móveis, linha branca, pneumáticos, carne suí­na e maquinaria agrí­cola.

Por último, chegou-se a um acordo de um mecanismo de monitoramento dos compromissos estabelecidos, através da troca periódica de informações sobre outorga de licenças e de reuniões mensais para avaliar a marcha do comércio bilateral, com vistas a assegurar o objetivo em termos de déficit comercial.

http://chubut.lanoticia1.com

Tags:
Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top