Câmara Setorial do Leite quer intensificar ações para erradicar a brucelose e a tuberculose em SC – eDairyNews Últimas notícias
Brasil |26 abril, 2018

Indústria | Câmara Setorial do Leite quer intensificar ações para erradicar a brucelose e a tuberculose em SC

Sanidade dos rebanhos/SC – Santa Catarina se prepara para exportar leite e manter a sanidade dos rebanhos é um passo fundamental deste processo. O Estado já possui a menor incidência de brucelose

Sanidade dos rebanhos/SC – Santa Catarina se prepara para exportar leite e manter a sanidade dos rebanhos é um passo fundamental deste processo. O Estado já possui a menor incidência de brucelose e tuberculose bovina do país e agora caminha para a erradicação da doença. Nesta terça-feira, 24, os integrantes da Câmara Setorial do Leite e Derivados discutiram ações para fortalecer a cadeia produtiva do leite e eliminar as doenças dos rebanhos.

Segundo o secretário adjunto da Agricultura e da Pesca, Athos de Almeida Lopes Filho, o setor precisa se preparar para o futuro e erradicar as duas doenças pode ser um grande diferencial para conquistar mercados internacionais. “Precisamos reunir as pessoas que pensam em soluções para o setor leiteiro e buscar alternativas para erradicar a brucelose e a tuberculose em Santa Catarina”, afirmou.

Uma das alternativas levantadas foi criar uma compartimentação, como foi feita com a avicultura, para o setor leiteiro de determinada região. O professor da Udesc, André Thaler Neto, ressalta que Santa Catarina é o Estado brasileiro com mais chances de erradicar as doenças no país e esse pode ser o diferencial do leite catarinense.

Outra demanda levantada é realizar um estudo para conhecer os custos de produção, regras sanitárias, tributos para produção e comercialização nos países do Mercosul. A intenção é unir esforços nacionais para conseguir informações e embasar esse estudo.

Indenizações

Para manter a sanidade dos rebanhos catarinenses, os animais acometidos de brucelose ou tuberculose, são abatidos sanitariamente e os proprietários indenizados pela Secretaria da Agricultura, através do Fundo Estadual de Sanidade Animal (Fundesa). O fundo faz parte da política de defesa sanitária do Governo do Estado e, com a indenização, os produtores podem adquirir animais sadios para continuarem a produção de carne e leite.

http://www.terraviva.com.br/site/index.php?option=com_k2&view=item&id=17030:camara-setorial-do-leite-quer-intensificar-acoes-para-erradicar-a-brucelose-e-a-tuberculose-em-sc

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas