CAPTAí‡íƒO DE LEITE CHEGA A 8,4 BILHí•ES EM 2012

#CAPTAí‡íƒO DE LEITE CHEGA A 8,4 BILHí•ES EM 2012

As expectativas de crescimento paraeste ano e os desafios enfrentados pela indústria de laticí­nios foram temasdiscutidos na Assembleia Geral do Silemg

Na tarde de ontem, dia 25/10, o Sindicato da Indústria de Laticí­nios do Estado de Minas Gerais (Silemg) reuniu os principais empresários e presidentes de entidades representativas em sua Assembleia Geral para discutirem sobre o atual cenário do setor e sobre as perspectivas para 2013. A falta de chuvas, a pressão do varejo sobre a indústria e a importí¢ncia do Brasil no cenário mundial lácteo foram alguns dos temas discutidos por especialistas, que reafirmaram a importí¢ncia do alinhamento de todos os atores da cadeia produtiva do leite. Apesar de ter enfrentado grandes adversidades neste ano, a indústria acredita que encerrará 2012 com um crescimento de 2%, superando a captação de leite no ano anterior, que atingiu a marca de 8,2 bilhões.

O vice-presidente de estratégia de negócios da Tetra Pak, Eduardo Eisler, foi um dos palestrantes convidados para o evento. Em sua apresentação, ele reforçou para os empresários a releví¢ncia do paí­s no mercado mundial com apalestra “Brasil: um paí­s lácteo”. Segundo Eisler, o Brasil é conhecido no exterior por suas belezas naturais, pelo futebol, pelo carnaval, mas nunca por sua produção de leite. “Quando as empresas e entidades lá de fora falam sobre a produção de leite na América do Sul, citam, em primeiro lugar, o Uruguai e a Argentina. O Brasil é lembrado em terceiro, mesmo estando entre os seis maiores produtores do mundo”, afirma.

Um dos pontos altos do encontro foi a mesa de debates que discutiu questões referentes í  pressão do varejo e das importações sobre os resultados da indústria. O presidente do Silemg, Guilherme Olinto Resende, mediou a rodada de opiniões que contou com a presença de José Carnieli, Presidente da G-100 – Associação Brasileira das Pequenas e Médias Indústrias e Cooperativas de Laticí­nios;Laércio Barbosa, Presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Longa Vida (ABLV); presidente do Silemg, Guilherme Olinto Resende; Eduardo Eisler,vice-presidente de Estratégia de Negócio da Tetra Pak; Luiz Fernando Esteves Martins, Presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Queijo (Abiq);Ricardo Cotta, Presidente da Associação Brasileira Indústrias de Leite Desidratado(Abild).

Apesar da diversidade de opiniões e temas debatidos, um ponto foi comum na visão das instituições presentes: a cadeia do leite precisa unir esforços para vencer as dificuldades que lhe são impostas, assumindo o seu lugar no mercado mundial. Segundo o presidente da ABLV, toda a classe precisa trabalhar por um objetivo comum,que na produção de laticí­nios é o reconhecimento dos lácteos como um elemento indispensável no cardápio do brasileiro. “Precisamos nos fortalecer como segmento reconhecendo a importí¢ncia do leite no mercado. Enquanto nossos setores internos brigam entre si, algumas indústrias, como a da soja, enaltece mas caracterí­sticas comuns do leite para conquistar mais espaço entre os consumidores”, afirma. Para modificar esta realidade, Laércio defende que a indústria se organize e torne público as potencialidades do alimento. “Assim como outros setores do mercado alimentí­cio, precisamos nos unir e criar uma agenda positiva do leite, disseminando para os consumidores os benefí­cios do alimento para a saúde”, sugere.

A Assembleia Geraldo Silemg contou ainda com uma palestra sobre competitividade, ministrada pelo psicólogo e consultor de empresas Waldez Ludwig, além de apresentação das ações institucionais desenvolvidas pelo Sindicato para conscientização da sociedade sobre a releví¢ncia do consumo de lácteos para uma vida saudável.

Sobre o Silemg

O Silemg (Sindicato da Indústria de Laticí­nios do Estado de Minas Gerais) teve seu iní­cio em 1944, ainda como Associação dos Industriais de Laticí­nios e Produtos Derivados. Empresários do setor sentiram a necessidade de se organizarem para buscar melhores práticas para suas empresas e superar as dificuldades do mercado.

Ao longo do tempo o Silemg se consolidou como instituição ativa que busca constantemente melhoria nas condições de trabalho e aumento da qualidade na indústria laticinista mineira. Atualmente, o sindicato conta com mais de 150 associados espalhados por todo o Estado. Seu principal objetivo é representar,valorizar e defender o setor de laticí­nios no í¢mbito institucional, com o intuito de crescimento contí­nuo, tornando o setor mais produtivo e competitivo.

Fonte: Rede Comunicação de Resultado

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top