Chuvas interferem nos preços do leite

#Chuvas interferem nos preços do leite

Os preços pagos aos produtores pelo litro de leite recuaram no míªs de julho nas principais regiões produtoras. Segundo o boletim Custos e Preços, da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em Goiás, no míªs de julho, o litro do leite foi vendido a R$ 0,857, com queda de 2,6% em relação ao mesmo perí­odo do ano passado. No Paraná, o produto foi cotado a R$ 0,8331, desvalorização de 4,4% em relação a julho de 2011. Em Minas Gerais, o preço do litro do leite chegou a R$ 0,8606, valor 1,23% inferior ao observado no ano anterior.

A desvalorização dos preços é reflexo do aumento no volume de captação do produto. O clima mais favorável e a pressão das indústrias e das cooperativas determinaram as quedas. “No sul, a boa safra da pastagem de inverno garantiu a alimentação do rebanho, até o clima foi mais confortável para as vacas”, aponta Bruno Lucchi, assessor técnico da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA.

Segundo Lucchi, em Minas Gerais e Goiás, as chuvas se prolongaram além do normal, o que favoreceu a produção leiteira nestas regiões. “Na maioria dos estados choveu apenas em meados de junho”, apontou.

De maio para junho o aumento na captação foi de 3,94%. Na comparação entre junho deste ano e o mesmo míªs do ano passado, houve aumento de 6,8% e no acumulado de 2012, a captação de leite aumentou 2,42% .

“Os próximos levantamentos devem sinalizar queda na captação”, projeta o assessor técnico da CNA. Com a seca observada em agosto, o cenário deve se agravar nas bacias leiteiras com expectativa de novas recuperações a partir de outubro.

Fonte: Portal DBO

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top