COMISSíƒO DE POLíTICA AGROPECUíRIA SE REíšNE E QUEIJO CANASTRA RECEBE RECONHECIMENTO OFICIAL – eDairyNews Últimas notícias
Sin categoría |3 mayo, 2012

Indústria | COMISSíƒO DE POLíTICA AGROPECUíRIA SE REíšNE E QUEIJO CANASTRA RECEBE RECONHECIMENTO OFICIAL

A Comissão de Polí­tica Agropecuária e Agroindustrial da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), cujo presidente é o deputado estadual…

A Comissão de Polí­tica Agropecuária e Agroindustrial da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), cujo presidente é o deputado estadual Antí´nio Carlos Arantes (PSC), se reuniu na sexta-feira, 27, no Centro de Atendimento í  Criança e ao Adolescente em Medeiros para oficializar o reconhecimento do queijo minas artesanal tipo canastra, que agora só pode ser produzido por sete cidades da região: Piumhi, Bambuí­, Tapiraí­, São Roque de Minas, Vargem Bonita e Delfinópolis. Na ocasião, o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) entregou o certificado de indicação geográfica ao presidente da Associação de produtores de Queijo Minas Artesanal da Serra da Canastra (Aprocan), João Carlos Leite. O evento contou também com o vice-presidente da Comissão de Agropecuária da Assembleia, deputado Fabiano Tolentino (PSD), com o também deputado Bosco (PT do B), além de prefeitos, vereadores, lideranças polí­ticas, produtores de queijo, entre outros. A intenção do certificado é atestar a identidade própria de produtos de uma determinada região. Outra expectativa é evitar que seja realizada a venda de queijos como canastra de cidades que não possuem a identidade com o produto mencionado.

Arantes, que é o propositor do projeto de lei 1.702/2011, que admite, por exemplo, o cadastramento de produtores e sua inclusão no mercado formal, paralelo í  adequação de sua estrutura, defendeu no evento que haja um empenho do poder público, a fim de promover a saí­da dos produtores do setor da clandestinidade. Ainda, no projeto de lei de Antí´nio Carlos é estabelecido que o Estado crie mecanismos financeiros de apoio e incentivo í  adequação dos estabelecimentos de produção do queijo artesanal e ao desenvolvimento de programação de qualificação técnica do produtor. “Com este projeto, estamos mostrando a nossa preocupação com sanidade animal, onde teremos formas para orientar, educar e financiar quem vive do queijo. Assim ele terá um rebanho leiteiro de qualidade”, apontou.

O representante da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (FETAEMG) Guilherme Gonçalves resumiu a conquista da seguinte forma: “Hoje posso dizer que queijo canastra só se produz na região”.

O presidente da Aprocan João Carlos Leite apresentou várias solicitações para a associação em que representa. “Precisamos de recursos, pois as demandas nossas são grandes, estamos solicitando aos prefeitos, por exemplo, esta ajuda para o crescimento do setor”. João cobrou a implantação do sistema de inspeção municipal, fundamental para conseguir a comercialização do queijo fora de Minas Gerais. O representante da Aprocan fez um levantamento histórico da luta do setor e criticou o excesso de normas, que muitas vezes se mostram paradoxais e conflitantes. O prefeito de Medeiros, Weber Cruvinel, o “Binho” lembrou que esta nova intitulação ao queijo canastra í s sete cidades poderá agregar valor ao produto pelo reconhecimento de sua origem.

Ao final do evento, João Carlos recebeu do coordenador de Fomento e Registro de Indicações Geográficas do INPI em Minas Gerais, Luiz Cláudio Dupim o certificado de registro de indicação geográfica, muito comemorada por todos no local. Dupim recebeu o tradicional queijo artesanal das mãos de João, que também presenteou o deputado Antí´nio Carlos, um reconhecimento por sua constante luta em prol dos produtores de queijo em Minas Gerais.

http://www.correiodoslagos.com.b

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas