Concurso escolhe os melhores queijos artesanais mineiros - eDairy News

Concurso escolhe os melhores queijos artesanais mineiros

27 fornecedores das sete regiões produtoras de Queijo Minas Artesanal participam da disputa que será um dos destaques do evento Megaleite
Valorizar e divulgar uma das mais tradicionais iguarias de Minas Gerais. Esses são os objetivos do 9º Concurso Estadual do Queijo Minas Artesanal, que será realizado durante a Megaleite, no Parque da Gameleira, nesta quinta-feira (23). Participam da disputa 27 fornecedores das sete regiões produtoras de Queijo Minas Artesanal.

O concurso é coordenado pela Emater-MG em parceira com a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais e Associação Brasileira dos Criadores de Girolando. Todos os produtores participantes da disputa têm suas queijarias cadastradas no Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). Eles foram classificados após vencerem os concursos regionais do queijo minas artesanal. De acordo com a Emater-MG, as sete regiões produtoras no Estado são: Serro, Canastra, Araxá, Campo das Vertentes, Cerrado, Triângulo Mineiro e Serra do Salitre.

A comissão julgadora do concurso será formada por nove integrantes. Entre eles, profissionais da extensão rural, inspeção e gastronomia, além de pesquisadores e professores universitários. Os queijos serão avaliados de acordo com os critérios de apresentação, cor, textura, consistência, paladar e olfato. Serão escolhidos os cinco melhores queijos de MG.

“O concurso proporciona aos vencedores mais visibilidade do seu produto no Estado, além de agregação de valor. Os produtores que vencem a disputa conseguem vender os seus produtos com um preço bem melhor no mercado”, afirma a coordenador estadual do Programa de Qualidade do Queijo Minas Artesanal da Emater-MG, Marinalva Soares.
Queijo Minas Artesanal no Estado

O Queijo Minas Artesanal mantém as características de produção artesanal, a partir de mão de obra familiar, com produção em baixa escala e utilização de leite cru (não é permitido leite pasteurizado). “O Queijo Minas Artesanal é apreciado graças ao conhecimento passado entre gerações e às suas características peculiares. O modo artesanal da fabricação foi, inclusive, registrado como patrimônio cultural imaterial brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional”, destaca a coordenadora.

Ao todo são cerca de 9 mil produtores distribuídos nas setes regiões produtoras de queijo minas artesanal. O reconhecimento das regiões é respaldado por estudos que avaliam o processo de fabricação e as características peculiares do local de origem, como a história, a economia, a cultura e o clima, entre outros.

A Emater-MG orienta os produtores sobre adequações das queijarias, currais e anexos, obtenção higiênica do leite, tratamento de água, controle sanitário do rebanho, boas práticas agropecuárias, boas práticas de fabricação e exigências da legislação vigente. A empresa também exerce um papel importante na mobilização e organização dos produtores.

9º Concurso Estadual do Queijo Minas Artesanal

Data: 23 de junho de 2016 (quinta-feira)
Horário:
14 horas – Início do Julgamento
16h30 – Premiação dos Vencedores
Local:
Estande do Governo de Minas na Megaleite 2016
Parque de Exposições da Gameleira (Av. Amazonas, nº 6.020, Gameleira)

http://www.otempo.com.br/divers%C3%A3o/concurso-escolhe-os-melhores-queijos-artesanais-mineiros-1.1326566

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top