Convênio pretende transformar Jaru em potencia na produção de #leite

Convênio pretende transformar Jaru em potencia na produção de #leite

 

Uma parceria entre a prefeitura de Jaru e EMBRAPA, maior empresa de desenvolvimento de pesquisa em país tropical do mundo irá levar informações e capacitação ao produtor rural, com o objetivo de fomentar a produção do leite no munícipio, através do Programa Agropecuário de Desenvolvimento Integrado da Pecuária Leiteira – PADILEITE.
Líder na produção leiteira na região norte, o município produz mais que os estados do Amazonas, Acre e Roraima e só é superado por toda produção do Pará e Tocantins. Porém a queda gradativa registrada nos últimos anos tem preocupado produtores e autoridades.
A produção caiu de 250 mil litros diariamente entre 2009 e 2010 para 170 mil litros em 2014. A redução foi levantada em 2013 quando a prefeitura em parceria com a Embrapa realizou o I Fórum de Politicas Públicas do Leite, que apontou a falta de acompanhamento técnico nas propriedades como principal motivo da queda.
O produtor e presidente das associações Asprober na Linha 632 e Coajar no Distrito de Santa Cruz da Serra, João Chem, disse que hoje o produtor está desmotivado para produzir. “Estou preocupado com a falta de orientação técnica, pois isso faz com o que produtor invista de forma errada”, frisou João.
O PADILEITE tem a missão de transformar essa realidade com a capacitação de Técnicos da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento – Semagra, para oferecer assistência técnica ao produtor rural, com orientações sobre, nutrição, sanidade do rebanho, e melhoramento genético. Cada técnico irá assistir no máximo 15 propriedades continuamente ao longo de três anos.
A prefeita, Professora Sonia, disse que investir em politicas públicas que fomentem a produção é resgatar a dignidade do produtor e dar condições para que ele se mantenha no campo.
De acordo com o chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Rondônia, Samuel Oliveira, a meta permitir que o produtor produza mais e com qualidade, gerando renda para a família e para o município, transformando Jaru em uma potência nacional na produção leiteira. “Através dessa parceria vamos transformar o campo em uma escola com especialização na produção leiteira”, frisou Samuel.
Para o vice-prefeito Inaldo Pedro Alves, a parceria é um marco na produção de leite em Rondônia, considerando que a cadeia produtiva é responsável pela maior distribuição de renda no município.
Segundo o chefe geral da Embrapa em Rondônia, Cesar Augusto Domingues Teixeira a produção no campo é divisora de riqueza e não é mais possível sem investimento em tecnologia. “A agricultura familiar é a razão da existência de escolas, hospitais, enfim é responsável pela subsistência da população urbana e rural”, disse Cesar.
Conforme o secretário de agricultura Waltenes Diniz, o programa que deve iniciar no segundo semestre do mês de julho pretende, além de investir na venda do leite incentivar o fortalecimento das agroindústrias familiar para que os produtores façam e comercializem derivados do leite

http://www.rondoniadinamica.com/arquivo/convenio-pretende-transformar-jaru-em-potencia-na-producao-de-leite,71134.shtml

 

 

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top