Custo de produção tem nova alta e produtor de leite vê margem se estrei

Custo de produção tem nova alta e produtor de leite vê margem se estreitar

O Índice de Custo de Produção da Scot Consultoria para a atividade leiteira teve alta de 1,7% em novembro, em relação a outubro deste ano.

Os custos da atividade estão em alta desde agosto deste ano.

O aumento nos preços dos combustíveis/lubrificantes, dos alimentos energéticos e dos fertilizantes promoveu o aumento do custo em novembro.

No caso do milho, apesar do mercado mais parado e ligeiras quedas ns preços na segunda quinzena de novembro, na média do mês as cotações subiram, na comparação mensal.

Cabe destacar que apesar da alta nos últimos meses, os custos de produção da atividade leiteira estão 9,4% abaixo na comparação com igual período do ano passado.

Para o produtor de leite, com o aumento nos custos de produção e as seguidas desvalorizações no preço do leite pago ao produtor as margens da atividade estão se estreitando.

Desde julho, a margem caiu 53,7% para o produtor, atingindo os níveis mais baixos desde fevereiro de 2017.

Figura 1.
Preço do leite ao produtor versus custos de produção da pecuária leiteira, base 100= janeiro de 2016.
Fonte: Scot Consultoria – www.scotconsultoria.com.br

Em curto prazo, os alimentos concentrados deverão continuar exercendo pressão de alta sobre os custos de produção, porém, o fim do período de entressafra deve aliviar a necessidade de suplementação.

Fonte: Scot Consultoria
Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top