Deputado gaúcho entrega dossiê no Parlasul sobre crise leiteira

Deputado gaúcho entrega dossiê no Parlasul sobre crise leiteira

 
A região Sul do Brasil tem baixa participação no Parlamento do Mercosul, Parlasul, conforme disse nesta manhã durante entrevista na RPI o deputado federal pelo PSB gaúcho, Heitor Schuch. Ele falou direto de Montevidéu, no Uruguai, onde participou da reunião do órgão. O deputado ainda foi empossado como membro do Parlasul.

Porém, disse que ficou bastante preocupado, porque somente ele integra o Parlasul dentre os Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Heitor Schuch enfatizou que vai defender a revisão da participação brasileira no Parlamento do Mercosul, pois é a instância que orienta sobre políticas públicas no Brasil e países vizinhos, em relação a agricultura, tributos, dentre outros temas.

No caso do Rio Grande do Sul, é importante ter bom peso para negociar, por exemplo, a questão leiteira, visto que atualmente os produtores de leite, também da região de Ijuí, estão com muitos prejuízos pela importação do mesmo produto do Uruguai.

Na reunião do Parlasul, Heitor Schuch protocolou dossiê produzido pela Fetag e outras entidades, sobre a crise leiteira gaúcha. Ele ainda soube, na estada em Montevidéu, que funcionários da maior cooperativa de leite do Uruguai estão em greve e a maior cooperativa de leite da Argentina está em processo de falência.

http://www.radioprogresso.com.br/noticia/34211/deputado-gaucho-entrega-dossie-no-parlasul-sobre-crise-leiteira

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top