Dicas de como manter a eficiência em gado de leite - eDairy News

Dicas de como manter a eficiência em gado de leite

 
É possível aproveitar melhor o potencial genético do gado de leite existente em sua propriedade
Um período de serviço, variando de 65 a 87 dias, com intervalos de partos de 345 a 365 dias, permite que o gado de leite obtenha o máximo de produção durante sua vida útil. Sendo assim, o ideal seria uma vaca parir a cada 12 meses, produzindo muito leite e tendo uma longa vida produtiva. O que, na prática, só é conseguido em um número reduzido de animais.
A idade avançada ao primeiro parto, próximo de quatro anos, e o longo intervalo entre partos, que ultrapassa 18 meses, são responsáveis pela baixa eficiência reprodutiva dos rebanhos leiteiros nacionais. Portanto, a vaca de produção média e partos regulares pode ser mais eficiente que outra de produção elevada e desempenho reprodutivo inferior.
As causas que levam a problemas reprodutivos são muito variadas, porém, qualquer distúrbio ou patologia, que afete ou prejudique a função reprodutiva normal da fêmea bovina, terá reflexo no animal pelo aparecimento de uma das seguintes síndromes: anestro (falta de cio), repetição de cios (pós-serviço ou falha na identificação) e abortos.
Todos os fatores, que prejudicam o crescimento e desenvolvimento do animal jovem, aumentam a idade ao primeiro parto. Dessa forma, a boa criação dos animais jovens se faz essencial, pois as bezerras e novilhas de hoje serão as vacas de amanhã. Dentro dessa boa criação, entram fatores como: alimentação, bom manejo, controle sanitário e reprodução.
A redução do intervalo entre partos também é importante e pode ser obtida com um eficiente programa sanitário preventivo, associado a uma alimentação adequada. O ideal é que os animais sejam bem alimentados em todas as fases da vida jovem e adulta. Como nem sempre esse procedimento é economicamente viável, pode-se utilizar uma alimentação estratégica, com alimentos de melhor qualidade, oferecidos aos animais em determinados períodos, mais propícios para síntese de reservas corporais, como no final da lactação e no período seco e, ainda, na fase inicial de lactação.
É bom lembrar que a primeira condição para se reduzir o intervalo entre partos é fazer com que a vaca apresente o cio até 60 dias pós-parto. Para isso, é necessário que a vaca apresente boa condição corporal ao parto, além de manter ou perder pouco peso até dois meses pós-parto. Essas condições são essenciais e indispensáveis para o rápido reinício da atividade ovariana pós-parto que, com a involução uterina, influenciam o período de serviço e, em consequência, o intervalo entre partos.
Por fim, é interessante ressaltar que vacas com reservas corporais ao parto podem mobilizar parte da gordura corporal, nos dois a três primeiros meses pós-parto, para produção de leite. No entanto, as vacas leiteiras, principalmente as da raça holandesa de alta produção, não devem parir, excessivamente gordas, porque a rápida e acentuada mobilização de gordura, nos primeiros 30 dias depois do parto, provocada por déficit energético, pode induzir o aparecimento de cetose.

Fonte: Portal Agropecuário

http://weizurbrasil.com.br/artigo/2016-06-29-dicas-como-manter-a-eficiencia-em-gado-leite

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top