Em crise, grupo de #laticínios deve R$ 700 mil a 220 produtores em MS

Em crise, grupo de #laticínios deve R$ 700 mil a 220 produtores em MS

 

A situação financeira do grupo Lácteos Brasil (LBR), dono do laticínio São Gabriel, impacta negativamente na renda de 220 produtores rurais de 23 municípios de Mato Grosso do Sul. Eles estão há 50 dias sem receber pelo fornecimento de leite. São aproximadamente 600 litros do alimento, que ainda não foram pagos, com valor total de R$ 700 mil. A LBR está em recuperação judicial desde fevereiro de 2013 e, há duas semanas, colocou à venda 14 unidades de produção industrial, entre as quais está o laticínio São Gabriel.
A reportagem está na edição de hoje (27) do jornal Correio do Estado.
“A única resposta que eles dão pra gente é que não tem data definida pro pagamento”, reclama o produtor Claudemir França Araújo, do assentamento Conquista, em Campo Grande. Ele explica que as vendas são feitas para pagamento em 30 dias. “Mas já tem 20 dias que passou do prazo e o laticínio ainda não pagou a gente”, afirma. Isso significa que já se passaram quase dois meses do último pagamento realizado pela São Gabriel. A reportagem é de Osvaldo Júnior.

http://www.ocorreionews.com.br/novo/index.php?option=com_k2&view=item&id=6460:em-crise-grupo-de-latic%C3%ADnios-deve-r$-700-mil-a-220-produtores-em-ms&Itemid=130

 

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top