ÔĽŅ Empres√°rios formam coaliz√£o para derrubar barreiras √† exporta√ß√£o

Empresários formam coalizão para derrubar barreiras à exportação

Entidade, formada por 80 empres√°rios da ind√ļstria, j√° identificou 20 bloqueios comerciais

Em um momento em que as maiores pot√™ncias econ√īmicas globais se voltam para a√ß√Ķes protecionistas, a ind√ļstria brasileira lan√ßa nesta segunda-feira (6) a Coaliz√£o Empresarial para Facilita√ß√£o de Com√©rcio e Barreiras (CFB).

O grupo formado por 80 empres√°rios e coordenado pela¬†Confedera√ß√£o Nacional da Ind√ļstria (CNI)¬†tem, entre seus objetivos, reduzir barreiras que prejudicam as¬†exporta√ß√Ķes¬†locais, por meio de um trabalho conjunto com o governo. Entre as propostas, est√£o a de reduzir o tempo e as burocracias para exporta√ß√£o.

A entidade j√° identificou 20 barreiras comerciais. Os bloqueios, como um todo, impediram exporta√ß√Ķes de 30,5 bilh√Ķes de d√≥lares (113,4 bilh√Ķes de reais) em produtos brasileiros s√≥ no ano passado, segundo c√°lculos da¬†FGV (Funda√ß√£o Getulio Vargas).¬†Pa√≠ses membros do G-20, que re√ļne as maiores economias do mundo, dominam a lista, com 17 barreiras.

Na lista de vetados pela União Europeia, por exemplo, está o pão de queijo. A região proíbe a entrada de produtos com mais de 50% de lácteos em sua composição, mas o pão de queijo nacional tem apenas 20% do derivado do leite. Já os EUA estabelecem cotas para lácteos brasileiros.

O suco de laranja paga 7,5% se entrar na China com temperatura abaixo de 18 graus. Se estiver mais alta, o imposto vai a 30%.

Já a vizinha Argentina exige declaração da composição de produtos têxteis.

‚ÄúO foco da coaliz√£o ser√° atuar de forma proativa para derrubar barreiras que impedem nosso acesso a mercados no exterior‚ÄĚ, diz Fernando Pimentel, presidente da Associa√ß√£o Brasileira da Ind√ļstria T√™xtil (Abit), que tamb√©m vai presidir a CFB.

Empresários formam coalizão para derrubar barreiras à exportação

Toda reclama√ß√£o originada das informa√ß√Ķes contidas no site de eDairy News ser√° submetida √† jurisdi√ß√£o dos Tribunais Ordin√°rios do Primeiro Distrito Judicial da Prov√≠ncia de C√≥rdoba, Rep√ļblica Argentina, sediado na Cidade de C√≥rdoba, com exclus√£o de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Crit√©rios na modera√ß√£o de coment√°rios em termos de publica√ß√£o e Not√≠cias de produtos em todas as suas publica√ß√Ķes.

  • No s√© considerar√°n insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador √≥ editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirma√ß√£o de moderador.
  • Cr√≠ticas destructivas infundadas e gratuitas, express√Ķes de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xen√≥fobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar v√≠nculos de p√°ginas web sem links para o tema, corre√ß√Ķes eletr√īnicas, etc ...)
  • Coment√°rios que n√£o tem sentido com a nota no setor l√°cteo.

Related posts

ÔĽŅ
Top