Entenda a importância da vacinação contra a brucelose, doença causada por bactéria em mamíferos – eDairyNews Últimas notícias
Brasil |9 abril, 2018

Indústria | Entenda a importância da vacinação contra a brucelose, doença causada por bactéria em mamíferos

Vacinação é aplicada em terneiras de três a oito meses e ocorre uma vez na vida. Doença pode ser contraída por humanos pela ingestão de carne e leite contaminados.

Vacinação é aplicada em terneiras de três a oito meses e ocorre uma vez na vida. Doença pode ser contraída por humanos pela ingestão de carne e leite contaminados.

Entenda a importância da vacinação contra a brucelose, doença causada por bactéria

Entenda a importância da vacinação contra a brucelose, doença causada por bactéria

A cada ano, os agricultores do Rio Grande do Sul se mostram mais conscientes da importância da vacinação contra a brucelose no rebanho. Em Santa Rosa, na Região Noroeste do estado, a cobertura vacinal é de 86%, número superior a recomendação mínima do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Desde 2015, foi registrado um foco da doença no município, com um caso em bovinos, conforme a inspetoria de defesa agropecuária local.

A vacinação contra a brucelose, doença causada por bactérias, é aplicada em terneiras de três a oito meses e ocorre uma vez na vida. Uma medida para evitar futuros problemas reprodutivos dos animais e também a contaminação de humanos.

Mesmo quem está longe das propriedades e do contato com os animais pode contrair a doença com a ingestão de carne e leite contaminados. Para evitar isso, a médica veterinária Tamine Krebs traz algumas orientações:

“Sempre consumir laticínios de origem de procedência, que o leite foi pasteurizado, tratado, e também a carne, evitar consumir carne crua que pode passar a doença”.

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação do RS orienta os produtores a entrar em contato com a inspetoria veterinária do município em que residem para saber como funciona o fornecimento de vacinação.

Em Santa Rosa, as doses da vacinação são disponibilizadas de graça para os produtores pela prefeitura. A equipe que faz esse trabalho nas propriedades do Noroeste entende que os agricultores estão mais conscientes quanto à prevenção da doença, e também porque as empresas exigem produtos de procedência.

Nos animais, a brucelose afeta o sistema reprodutivo. Os machos não são vacinados, mas também podem ter a doença, quando transmitida no momento do parto ou pelo contato da bactéria com alguma mucosa de outro animal contamidado.

“Principalmente nas fêmeas é problema reprodutivo, quando ocorre muito aborto, nascimento de muitos animais prematuros, repetição de cio, não consegue ficar prenha, e em machos acontecem problemas reprodutivos e pode causar esterilidade”, explica Tamine Krebs.

O agricultor Eno Matter ressalta a importância de vacinar o gado contra a brucelose, até porque a doença pode ser transmitida para os agricultores por meio do contato com a secreção do animal, se estiver contaminado.

“A gente tem que evitar que os animais estejam doentes, como a doença é transmissível, para evitar a transmissão para humanos e estar em dia para vender para as empresas”, explica.

Em humanos, a doença, caso não for tratada adequadamente, pode evoluir para quadros de meningite e hepatite, por exemplo. A brucelose pode causar a morte de pessoas contaminadas, mas não é comum.

https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/campo-e-lavoura/noticia/entenda-a-importancia-da-vacinacao-contra-a-brucelose-doenca-causada-por-bacteria-em-mamiferos.ghtml

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas