Estimulo í  produção de leite faz MT subir no ranking nacional

#Estimulo í  produção de leite faz MT subir no ranking nacional

Setor organiza o 1º Encontro Aproleite para promover conhecimento técnico aos produtores

Apesar de Mato Grosso ser o maior produtor de gado do paí­s, com um rebanho de 29 milhões de cabeças, o estado ocupa apenas a 8ª posição na produção de leite de vaca. A atividade está sendo estimulada para que seja aproveitada o potencial existente na região. De acordo com dados da Associação dos Produtores de Leite de Mato Grosso (Aproleite) o fomento para a produção de leite está surtindo resultados, considerando que em um ano o estado conquistou duas posições no ranking nacional.

“A produção que em 2011 era de 752 milhões de litros passou para 780 milhões de litros”, afirma o analista de pecuária da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Carlos Augusto Zanatta. Segundo ele, somam 60 mil produtores mato-grossenses que criam 1,2 milhão de vacas.

Como parte de fomento da cadeia do leite, o setor irá promover o 1º Encontro Aproleite, que será realizado entre os dias 8 e 9 de novembro, em Cuiabá. Temas como o “Sistemas de produção de leite: intensificação de pastagens ou confinamento?” deverão servir de informação para a atividade. De acordo com o presidente da Aproleite, Alessandro Casado, os produtores de leite não tem informação técnica adequada.

O diretor da Leití­ssimo, Craig Bell que será um dos palestrantes diz que o produtor precisa saber que o sistema a pasto necessita, especialmente, de uma equipe competente que trabalhe com atenção. “Nada dá certo se não tiver uma equipe boa, bem motivada e bem integrada”, explica.
Fonte: Agrodebate

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top