#Estí­mulo ao produtor ampliará produção e competitividade no campo – eDairyNews Últimas notícias
Sin categoría |11 julio, 2012

Negócio | #Estí­mulo ao produtor ampliará produção e competitividade no campo

Brasí­lia (10/07/2012) – As facilidades anunciadas pelo Governo Federal, aliadas í s mudanças feitas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) que ampliam…

Brasí­lia (10/07/2012) – As facilidades anunciadas pelo Governo Federal, aliadas í s mudanças feitas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) que ampliam os recursos e reduzem os juros disponí­veis para o financiamento da agropecuária brasileira, divulgadas no dia 28 de junho, garantirão a competitividade do homem do campo brasileiro diante dos principais mercados produtores de alimentos do mundo. A avaliação é do coordenador da Assessoria de Planejamento Estratégico do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), José Garcia Gasques. Ele leva em conta, principalmente, a redução da taxa de juros na tomada dos empréstimos de 6,75% para 5,5%, além do aumento do volume de recursos disponibilizados aos produtores rurais.

Com mais dinheiro no campo, ao todo são R$ 115,2 bilhões disponibilizados pelo Plano Agrí­cola e Pecuário 2012/13, o Governo projeta aumentar a capacidade produtiva e conquistar novos mercados para a agricultura e pecuária brasileira, disse o secretário de Polí­tica Agrí­cola do Mapa, Caio Rocha. Além do maior volume de recursos disponí­veis, as novas linhas de crédito foram estabelecidas, sob as melhores condições de juros. Os financiamentos ficaram mais baratos e isso possibilitará, por exemplo, que o agricultor adquira adubos e sementes, máquinas e implementos agrí­colas, mais baratos, uma vez que os juros caí­ram e estão em 5,5% ao ano, na maioria das linhas ofertadas pelas instituições financeiras. Segundo a própria presidenta Dilma Rousseff, isso é praticamente comprar com juro zero.

Gasques também chama atenção para o incentivo que o Plano Agrí­cola e Pecuário disponibiliza para as polí­ticas de médio e longo prazo, como os programas ABC (Agricultura de Baixo Carbono) e do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp).

No caso do ABC, os produtores que investirem na integração lavoura/pecuária, ou no plantio direto sobre a palha, ou mesmo na recuperação de áreas degradadas, estão entre os maiores beneficiados, pois os empréstimos ficaram mais baratos, os juros baixaram para 5%. Com isso, o Governo estimula a agricultura sustentável e a produção. “A redução nas taxas de juros é a medida de maior impacto pois indica um claro apoio do Governo Federal ao produtor rural, o que por sua vez melhora suas expectativas quanto ao futuro. Do ponto de vista prático a redução significa também uma melhora nas condições de custo da lavoura, já que o impacto financeiro desta redução é sentido de forma significativa pelo produtor rural”, destacou o assessor econí´mico da Secretaria de Polí­tica Agrí­cola, Sávio Pereira.

O estí­mulo ao agronegócio é estratégico para o Governo pela importí¢ncia que o setor tem sobre o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Para evitar uma retração ainda maior do PIB, o Governo busca reanimar a economia por meio do setor que, no ano passado, foi responsável por 38% de tudo o que o Brasil exportou.
Fonte: Mapa

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas