ÔĽŅ Fabricantes de produtos #l√°cteos lan√ßam associa√ß√£o do setor em Bras√≠lia

Fabricantes de produtos #lácteos lançam associação do setor em Brasília

 

 

A uni√£o de 29 grandes fabricantes de produtos l√°cteos, entre elas l√≠deres do mercado, ir√° criar a Viva L√°cteos. Juntas, elas s√£o respons√°veis por 70% da produ√ß√£o de leite e derivados do pa√≠s, incluindo iogurtes, queijos e requeij√Ķes. A nova associa√ß√£o ser√° lan√ßada em jantar nesta ter√ßa, dia 8, em Bras√≠lia (DF).

 

A Viva L√°cteos nasce com a meta de unir o setor e desenvolver pol√≠ticas que permitam aumento da competitividade, maiores ganhos de produtividade e das exporta√ß√Ķes, al√©m de estimular o consumo de leite e derivados.

 

O mercado de l√°cteos deve movimentar mais de R$ 100 bilh√Ķes em 2014. Atualmente, o Brasil √© o quarto maior produtor de leite do mundo, empregando cerca de 4 milh√Ķes de pessoas, a maioria no campo (o setor l√°cteo √© o segundo em gera√ß√£o de empregos no Pa√≠s, ficando atr√°s apenas da constru√ß√£o civil).

 

A Viva L√°cteos ter√° sede em Bras√≠lia e escrit√≥rio em S√£o Paulo. O grupo √© formado por fabricantes de produtos l√°cteos (Nestl√©, DPA, Danone, BRF, Itamb√©, Vigor, Piracanjuba, Italac, Jussara, Regina, Tirolez, LBR, Aurora, Frimesa, Mococa, Embar√©, Lactalis, Cemil, Scala, Quat√°, Avia√ß√£o, Porto Alegra, Belo Vale, Caprilat, Davaca e Fonterra) e associa√ß√Ķes do setor, como a Associa√ß√£o Brasileira da Ind√ļstria de Queijo (Abiq), o G100 (Associa√ß√£o Brasileira de Pequenas e M√©dias Cooperativas e Empresas de Latic√≠nios) e a Associa√ß√£o Brasileira da Ind√ļstria de Leite Longa Vida (ABLV).

 

Ser√° administrada por um conselho formado por 15 pessoas, sem presidente, com mandato de dois anos, sendo 12 executivos de empresas (fundadores da associa√ß√£o) e tr√™s representantes das associa√ß√Ķes ABIQ (Associa√ß√£o Brasileira da Ind√ļstria de Queijo), G100 (Associa√ß√£o Brasileira de Pequenas e M√©dias Cooperativas e Empresas de Latic√≠nios) e ABLV (Associa√ß√£o Brasileira da Ind√ļstria de Leite Longa Vida). O diretor executivo √© Marcelo Martins, que teve passagens na Confedera√ß√£o da Agricultura e Pecu√°ria do Brasil (CNA) e Sistema Senar.

 

Qualidade e consumo

 

A Viva L√°cteos ter√° como prioridade estimular o consumo de leite. O conselheiro da entidade e presidente do Latic√≠nios Bela Vista, dona da marca Piracanjuba, C√©sar Helou, disse no ano passado que o consumo do alimento no pa√≠s era de 173 litros/ano, enquanto a Organiza√ß√£o Mundial de Sa√ļde (OMS) recomenda a ingest√£o de dois copos de leite por dia, o que equivale a cerca de 240 litros por ano.

 

– Nos √ļltimos 10 anos, o consumo de leite no Brasil aumentou mais de 30%, o que √© expressivo, mas precisamos crescer muito mais, temos muito potencial – declarou.

 

Para que o projeto tenha resultados ele diz que é fundamental melhorar a qualidade do produto.

 

– A associa√ß√£o pensa no futuro e o que ocorreu (adultera√ß√£o do produto com adi√ß√£o de √°gua, para aumentar o volume, e de ureia – produto que cont√©m formol) foram problemas pontuais ante a uma produ√ß√£o nacional de 66 milh√Ķes de litros de leite por dia. Vamos trabalhar com a√ß√Ķes de gerenciamento de fazenda, com apoio do Minist√©rio da Agricultura, sistema Senai e Sebrae – explicou.

 

A associação também pretende trabalhar pela isonomia tributária para todos os segmentos da cadeia, investir na produção para exportação e promover políticas que incentivam o investimento por meio da maior disponibilidade de crédito e do acesso a bens de capital a preços mais competitivos.

 

Preços

 

Questionado sobre o que a Viva L√°cteos espera em termos de pre√ßos de capta√ß√£o e de venda de leite, o empres√°rio declarou que, para ambos, a ind√ļstria trabalha com estabilidade.

 

– Dependemos muito dos estoques globais da mat√©ria-prima. No ano passado, eles estavam baixos e o Brasil voltou a exportar. Agora, h√° uma relativa sobra do produto e as exporta√ß√Ķes recuaram. Esperamos que o c√Ęmbio volte a ficar atrativo para retomarmos as vendas externas – disse Helou.

 

Scot

 

O consultor da Scot Consultoria, Rafael Ribeiro, afirmou que a expectativa √© de que o mercado de leite siga firme e em alta em curto e m√©dio prazos. Segundo ele, a maior concorr√™ncia entre os latic√≠nios pela mat√©ria-prima (leite cru) √© o principal fator de sustenta√ß√£o. O √ćndice Scot Consultoria para a Capta√ß√£o de Leite aponta que a produ√ß√£o de leite caiu 3,7% em fevereiro, em rela√ß√£o a janeiro. Em mar√ßo, a queda estimada √© de 2,2% em rela√ß√£o ao m√™s anterior. Para o pagamento a ser realizado em abril, 69% dos latic√≠nios pesquisados acreditam em aumento do pre√ßo ao produtor, 27% em manuten√ß√£o e apenas 4% estimam queda.

 

O lançamento oficial da nova associação do setor, a Viva Lácteos, ocorrerá nesta terça, a partir das 19 horas, no Hotel Brasília Palace, em Brasília (DF). Devem participar do evento, além de Helou, os empresários Dario Marchetti, presidente da francesa Danone no Brasil; Alexandre Almeida, presidente da Itambé; Cláudio Teixeira, presidente da Italac; Gilberto Xandó, presidente da Vigor; e Abilio Diniz, da BRF. Foram convidados, ainda, autoridades como o ministro da Agricultura, Neri Geller, e a senadora Gleisi Hoffmann.

 

Estad√£o Conte√ļde

 

 

 

Toda reclama√ß√£o originada das informa√ß√Ķes contidas no site de eDairy News ser√° submetida √† jurisdi√ß√£o dos Tribunais Ordin√°rios do Primeiro Distrito Judicial da Prov√≠ncia de C√≥rdoba, Rep√ļblica Argentina, sediado na Cidade de C√≥rdoba, com exclus√£o de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Crit√©rios na modera√ß√£o de coment√°rios em termos de publica√ß√£o e Not√≠cias de produtos em todas as suas publica√ß√Ķes.

  • No s√© considerar√°n insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador √≥ editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirma√ß√£o de moderador.
  • Cr√≠ticas destructivas infundadas e gratuitas, express√Ķes de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xen√≥fobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar v√≠nculos de p√°ginas web sem links para o tema, corre√ß√Ķes eletr√īnicas, etc ...)
  • Coment√°rios que n√£o tem sentido com a nota no setor l√°cteo.

Related posts

ÔĽŅ
Top