Fonterra revisa previsão de pagamento pelo leite para 2013

#Fonterra revisa previsão de pagamento pelo leite para 2013

A cooperativa de lácteos neozelandesa Fonterra anunciou a revisão de sua previsão de pagamento pelo leite para a estação de 2012/13, NZ$ 0,30 centavos (24,20 centavos de dólar) abaixo da previsão anterior.

A previsão da porção Preço do Leite ao Produtor da Fonterra foi divulgada: NZ$ 5,25 (US$ 4,23) por quilo de sólidos do leite, menor que os NZ$ 5,50 (US$ 4,43) previstos anteriormente, e uma menor previsão de lucro lí­quido após tarifas de NZ$ 0,40-0,50 centavos (32,26-40,33 centavos de dólar), menor que os NZ$ 0,45-0,55 centavos (36,30-44,36 centavos de dólar) por ação previstos anteriormente.

A Fonterra precisa considerar sua previsão de preço do leite todo trimestre como condição do Ato de Reestruturação da Indústria de Lácteos (DIRA, sigla em inglíªs).

O presidente da Fonterra, Hendy van der Heyden, disse que a pressão de baixa no preço do leite foi devido ao contí­nuo fortalecimento do dólar neozelandíªs. “Nós realmente vimos melhores preços nos últimos eventos comerciais do GlobalDairyTrade (GDT), mas o fortalecimento do dólar neozelandíªs está prejudicando qualquer ganho”.

No geral, o í­ndice ponderado do GDT aumentou em 4,1% durante os últimos quatro eventos, apoiado por um aumento de 7,8% em 15 de agosto. Entretanto, os preços estão baixos comparado com o ano anterior e o dólar neozelandíªs continua forte com relação ao dólar dos Estados Unidos.

O diretor executivo da Fonterra, Theo Spierings, disse que a divisão de produtos ao consumidor esteve sob pressão devido aos efeitos da taxa de cí¢mbio desfavorável em muitos mercados e um difí­cil ambiente varejista afetando o negócio Austrália-Nova Zelí¢ndia: “portanto, reduzimos nossa previsão de lucro lí­quido após tarifas para 40-50 centavos (32,26-40,33 centavos de dólar) por ação”.

Spierings disse que a diretoria decidiu manter o pagamento do adiantamento aos produtores. Isso significaria nenhuma mudança ao fluxo de caixa dos produtores. Ele disse que parece haver alguns sinais iniciais de fortalecimento nos preços dos lácteos, parcialmente direcionados por eventos climáticos globais.

“A seca nos Estados Unidos está pressionando para cima os preços dos grãos, que parecem estar afetando a produção de lácteos e reduzindo a oferta. As condições climáticas na Europa, com umidade extrema nas regiões do norte do continente e uma onda de calor no sul, também estão impactando a produção de grãos. A monção de verão da índia também está tendo um começo lento, com as chuvas em 20% abaixo do normal”, disse Spierings.

Esses fatores contribuí­ram para alguns dos aumentos nos preços globais dos lácteos, mas Spierings disse que qualquer ganho continuaria a ser impactado pelo forte dólar neozelandíªs.

“Nossa previsão antecipa alguma recuperação nos preços globais dos lácteos, mas não sabemos o quão forte essa recuperação será ou quando começará. Por essa razão, nossos produtores acionistas devem continuar a planejar cautelosamente”.
(www.fonterra.com)

Tags: ,
Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top