#França apresentará seu primeiro "Fair Milk" em julho

#França apresentará seu primeiro “Fair Milk” em julho

O dia primeiro de julho foi escolhido para apresentar o primeiro “Fair Milk” ou “Leite Justo” na França. Trata-se de uma iniciativa do setor lácteo francíªs APLI e da Asociación France Latí­ Equitable, que copiou o modelo ao European Marketing Board (promotora da ideia). Esse leite é considerado justo, porque se pagará ao produtor mais de 40 centavos de euros (50,13 centavos de dólar) por litro, segundo a APLI.

A marca com a qual o produto será comecializado é “Faire France” e será a cooperativa de comercialização Farircoop France (filial de uma cooperativa belga) a encarregada da comercialização. Essa cooperativa não comprará diretamente dos produtores, que seguirão entregando a seu comprador habitual, já que sua missão é comprar e vender leite já embalado. Os produtores podem comprar participações nessa cooperativa e receber retornos cooperativos até o final do ano, como se se tratasse de uma atividade complementar.

As previsões de comercialização são de 10 milhões de litros no primeiro ano, 16 milhões de litros no segundo e 22 milhões de litros no terceiro ano. Esperam poder comercializar as primeiras embalagens até o final do ano.

O “Leite Justo” já pode ser encontrado em 5 paí­ses da União Europeia (UE): Austrália, Alemanha, Bélgica Luxemburgo e Holanda.

A reportagem é do Agrodigital

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top