Gestores da cadeia produtiva do leite visitam municí­pios Baixada Cuiabana e Cáceres

# Gestores da cadeia produtiva do leite visitam municí­pios Baixada Cuiabana e Cáceres

Com o objetivo de aumentar a produção leiteira, recuperar as pastagens degradadas e melhorar a qualidade do leite na agricultura familiar, membros do grupo gestor da Cadeia Produtiva do Leite visitaram as Unidades de Referíªncias Tecnológicas (URT’s), em cinco municí­pios das regiões da Baixada Cuiabana e Cáceres. O zootecnista da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistíªncia e Extensão Rural (Empaer), Antí´nio Rí´mulo Fava, esclarece que serão implantadas 30 (URT’s) em propriedade de agricultores que exploram a atividade leiteira.

Para instalação das URT’s, pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), técnicos da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), Empaer, Senar, Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB-MT) e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) visitaram os municí­pios de Poconé, Cáceres, Araputanga, Figueirópolis e Pontes de Lacerda. Conforme Fava, as Unidades servirão para demonstrar as técnicas utilizadas na produção de leite para os demais pecuaristas interessados em melhorar o rebanho bovino.

Segundo Antí´nio Rí´mulo, as unidades servirão de modelo, visitação para os produtores por meio de apresentação de tecnologia para a produção de leite com ordenhadeira mecí¢nica, criação de bezerros, pastagem rotacionada, recuperação de pastagem degradada, controle de doenças infecto-contagiosas, suplementação alimentar, custos de produção e outros. “A intenção desse trabalho é ampliar a capacidade de produção, melhorar a qualidade genética do rebano bovino e aumentar a renda dos agricultores familiares”, destaca.

O coordenador da cadeia produtiva do leite em Mato Grosso da Sedraf, Carlos Dorileo, esclarece que visitaram 135 municí­pios e a partir do míªs de setembro, as 30 URT’s estarão implantadas. Além da implantação das unidades, tem a capacitação dos profissionais para implementação de novas tecnologias a serem aplicadas no campo. O Projeto da cadeia produtiva do leite visa capacitar de maneira continuada agentes da assistíªncia técnica e extensão rural. O curso será realizado nos dias 28, 29 e 30 de agosto, pelos pesquisadores da Embrapa. Mais de 60 técnicos vão participar do sétimo módulo, no municí­pio de Araputanga.

Com uma produção de 2,8 milhões de litros de leite por dia em Mato Grosso, a intenção é chegar em 2014 com uma produção diária de cinco milhões de litros de leite. Dorileo ressalta, que a finalidade do trabalho é aumentar a produção, produtividade, qualidade, consumo do leite, modernização das indústrias e diversificação do derivados do leite com a produção de bebidas lácteas, iogurtes, queijos e outros.
http://www.24horasnews.com.br/index.php?mat=421706

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top