Governo aumenta preço pago aos produtores de leite no nordeste e em minas gerais

#Governo aumenta preço pago aos produtores de leite no nordeste e em minas gerais

Concedido pelo governo federal, o reajuste, que vigora até dezembro, vai beneficiar mais de 25 mil agricultores familiares em oito estados. A medida foi motivada pela severa estiagem que afeta a região

Mais de 25 mil agricultores familiares de sete estados do Nordeste e de Minas Gerais passarão a receber um valor maior pelo litro de leite bovino vendido ao Programa de Aquisição de Alimentos  PPA Leite, como incentivo í  produção e consumo. A medida foi motivada pela seca enfrentada na região a maior dos últimos 40 anos em alguns estados. Os novos preços vão vigorar até dezembro, quando nova avaliação será feita.

O grupo gestor do programa, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate í  Fome (MDS), publicou, na segunda-feira (23), uma resolução que altera a forma de cálculo do preço de referíªncia para a compra do leite pelo programa nos nove estados da Região Nordeste e no norte de Minas Gerais. Com isso, nos oito estados onde houve aumento, o valor pago por litro, que variava entre R$ 0,69 e R$ 0,76, passará a variar entre R$ 0,75 e R$ 0,83 (veja quadro).

Constatamos que, em oito estados, os valores repassados aos produtores estavam aquém do mercado, o que poderia prejudicá-los na entressafra e em situações como a seca que os atinge no momento, explica o coordenador do PPA Leite, Paulo Sérgio Alves.

Do total pago por litro, 60% em média ficam com o produtor e 40% com os fabricantes de laticí­nios, que pasteurizam, embalam e transportam o produto final até os pontos de distribuição í s famí­lias que recebem o leite.

Desde 2009, os preços pagos aos produtores por litro produzido eram calculados pela média dos valores dos últimos 24 meses, desprezados os dois maiores e os dois menores valores.

A medida altera o cálculo para a média dos últimos tríªs meses.

Ter um preço garantido de acordo com o mercado é fundamental para manter a produção leiteira, para que os agricultores não vendam seu gado e permaneçam no meio rural, ressalta Paulo Sérgio. A produção média por famí­lia na região é de 40 a 50 litros por dia.

Programa

O PAA Leite, uma das quatro modalidades do Programa de Aquisição de Alimentos, foi criado para contribuir com o aumento no consumo de leite pelas famí­lias em situação de insegurança alimentar, e para incentivar a produção de agricultores familiares.

Para participar e ter a compra do produto garantida a preço fixo, o agricultor familiar deve seguir exigíªncias, como produzir no máximo 150 litros por dia, possuir Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), enquadrando-se nas categorias A, A/C, B ou Agricultor Familiar; e ter comprovante de vacinação dos animais.

Planilha

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Social

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top