Governo do Uruguai comprará terras para apoiar a produção de leite

# Governo do Uruguai comprará terras para apoiar a produção de leite

O projeto do Ministério da Pecuária, Agricultura e Pesca (MGAP) do Uruguai de compras de terras para posteriormente arrendá-las aos produtores de leite está pronto e deverá ser enviado í  secretaria de Economia e Finanças, confirmaram fontes oficiais.

Uma vez revisado pelo ministro Fernando Lorenzo e aprovado, será enviado ao Parlamento para discussão, devendo-se modificar algumas leis vinculadas com a obtenção da terra. Alguns dados oficiais indicam que o setor leiteiro perdeu cerca de 200 mil hectares nos últimos anos í s mãos de outros setores mais rentáveis para os produtores.

Segundo informações, para comprar terras, será aplicada uma operação com captação de fundos do setor privado e se manejará um prazo de 20 anos. Os estabelecimentos serão dados em arrendamento aos produtores, que amortizarão o pagamento através de um sistema similar ao utilizado no Fundo Leiteiro, ferramenta com a qual o setor solucionou seus problemas de endividamento.

A indústria de lácteos será agente de retenção e os produtores irão pagando o arrendamento com uma parte de suas remissões. Os produtores de leite participantes do projeto pagariam um juro anual em dólares por hectare e, uma vez vencido o prazo, entregará a terra.

A ideia já foi apresentada ao ministro Tabaré Aguerre no Conselho de Ministros onde foi recebida com aprovação e apoiada por associações de produtores de leite.

A reportagem é do El Paí­s Digital

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top