Gran Mestri apresenta em Florianópolis projeto da nova fábrica

# Gran Mestri apresenta em Florianópolis projeto da nova fábrica

Parque industrial em Guaraciaba será inaugurado em 18 de agosto e deve gerar 200 empregos diretos O empresário Acari Menestrina, dono da Gran Mestri – que produz em Santa Catarina o lendário queijo tipo grana padano – apresentou para imprensa e convidados, no dia 6 de agosto, em Florianópolis, a radiografia do novo parque industrial de sua empresa, em Guaraciaba (extremo oeste catarinense), a ser inaugurado em 18 de agosto. Com 12 mil metros quadrados de área construí­da, o novo complexo é seis vezes maior do que a estrutura inicial da Gran Mestri – inaugurada em dezembro de 2004 – e deve aumentar em trinta vezes a produção atual.

Foram investidos R$ 28 milhões na ampliação. Menestrina apresentou imagens da nova fábrica, destacando a ‘estrutura de apoio’ ecologicamente correta, como a lagoa para tratamento de efluentes e a área de reflorestamento, que garante o combustí­vel vegetal para a fabricação do queijo. â€œí‰ a única indústria no Brasil que produz queijo dentro dos padrões europeus de qualidade”, destacou o proprietário da Gran Mestri.

A nova unidade da empresa tem 12 cí¢maras frias e, com isso, capacidade para estocar um milhão de quilos de queijo. Além do grana, produzido desde 2004, a Gran Mestri investe também em novas linhas de produtos com a inauguração da nova fábrica: a manteiga e os queijos do tipo pecorino (com leite de ovelha), parmesão e montanhíªs. Menestrina garante que todos eles tíªm o mesmo padrão de qualidade dos produtos importados. O empresário estima alcançar um faturamento anual de R$ 150 milhões.

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top