IBGE: compra de leite cru soma 6,0 bi de l no 1º tri, primeira alta após

IBGE: compra de leite cru soma 6,0 bi de l no 1º tri, primeira alta após 3 anos

A aquisição de leite cru no País totalizou foi de 6,0 bilhões de litros no primeiro trimestre de 2018, o primeiro aumento após três anos de quedas consecutivas para o período. Os dados são da Pesquisa Trimestral do Abate de Animais divulgada nesta quinta-feira, 14, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento considera apenas a aquisição de leite feita pelos estabelecimentos que atuam sob algum tipo de inspeção sanitária, seja Federal, Estadual ou Municipal.

O volume adquirido foi 8,3% menor do que o registrado no quarto trimestre do ano passado, mas 2,4% maior que o alcançado no mesmo período de 2017, o equivalente a 140,80 milhões de litros de leite a mais. O primeiro trimestre do ano é caracterizado por uma queda sazonal da produção de leite, logo após o pico no último trimestre do ano, ressaltou o IBGE.

Em relação ao primeiro trimestre do ano anterior, houve aumentos em 15 das 26 Unidades da Federação participantes da pesquisa. Os destaques foram o Paraná, com 54,81 milhões de litros a mais; Santa Catarina, mais 50,13 milhões; e Rio Grande do Sul, com mais 23,88 milhões. O Pará teve a redução mais intensa no período, 11,75 milhões de litros a menos.

Minas Gerais manteve a liderança na aquisição de leite, com 25,7% da aquisição nacional, seguido pelo Rio Grande do Sul (13,7%) e pelo Paraná (11,7%).

O IBGE divulgou no mês passado uma prévia do abate de animais do País. O levantamento divulgado nesta quinta traz os dados definitivos da pesquisa para o período de referência.

Tags: ,
Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top