Importação cai pelo 4º mês e reduz saldo negativo da balança – eDairyNews Últimas notícias
Brasil |22 noviembre, 2017

Indústria | Importação cai pelo 4º mês e reduz saldo negativo da balança

Importações de lácteos – As importações de lácteos totalizaram US$ 29,1 milhões em outubro, valor 14% abaixo do mês anterior e 53% menor que o de outubro de 2016,

Importações de lácteos – As importações de lácteos totalizaram US$ 29,1 milhões em outubro, valor 14% abaixo do mês anterior e 53% menor que o de outubro de 2016, segundo dados da Secex. No acumulado do ano, o total das importações é de US$ 499,3 milhões, valor 7% inferior ao do mesmo período do ano anterior.

Em relação às exportações, o faturamento soma US$ 6,3 milhões, 5,8% abaixo do mês anterior e 62% menor que outubro do ano passado. Com a queda das importações mais acentuadas, o déficit da balança foi 16,3% inferior ao de setembro, saldo negativo de US$ 22,7 milhões. Mesmo com as importações suspensas por 15 dias do mês, o Uruguai continua sendo responsável por grande parte do volume importado (30%), atrás apenas da Argentina, que representou 56% do total importado pelo Brasil em outubro. No total, foram internalizados 72,3 milhões de litros em equivalente leite, queda de 7% frente ao mês anterior. O leite em pó argentino representou 44% do total de lácteos importados, enquanto o leite em pó Uruguaio, 17% do total. Os queijos também tiveram grande participação no volume total importado, sendo 12,7% do total foi de origem argentina e 12,9%, uruguaia. Alguns países também se destacaram na importação de queijos, como a França, Países Baixos e Itália, que exportaram ao Brasil volumes consideráveis de queijos de massa dura e semidura. Apesar da queda no faturamento, as exportações totalizaram 7,1 milhões de litros em equivalente leite, alta de 5,36% em relação ao mês anterior. Esse aumento é justificado pela mudança no perfil de lácteos vendidos, que utilizam maior volume de leite em sua produção. Em outubro, o leite condensado foi o produto mais exportado pelo Brasil, com representatividade de 45,94% do volume total, sendo a Angola o principal país comprador, responsável por 28,56% do total de leite condensado embarcado. O queijo foi o segundo produto mais exportado. Em outubro, representou 36,35% com destino para o Chile, Taiwan e Argentina, que adquiriram, respectivamente, 19,0%, 107 % e 201,3% a mais do que no mês anterior. Além disso, o volume exportado de leite em pó quase dobrou, totalizando 126,5 mil litros em equivalente leite. Mais informações

Fonte: Cepea

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas