Informalidade do leite cai para 30%

# Informalidade do leite cai para 30% de acordo com a Associação Leite Brasil

O paí­s está no caminho certo para reduzir a informalidade
De acordo com a Associação Leite Brasil, o mercado do leite no Paí­s vem diminuindo sua informalidade fortemente, conforme o levantamento referente ao perí­odo de 2007 a 2011, através de um estudo realizado com base no volume de leite entregue para os laticí­nios nos últimos cinco anos nos paí­ses: Estados Unidos, índia, Rússia, China, Alemanha, França e Nova Zelí¢ndia.

Conforme a entidade divulgou, o ritmo de avanço da industrialização no paí­s foi de 5,5% ao ano, superando Estados Unidos (1,5%), índia (5,1%), Rússia (1,3%), China (0,9%), Alemanha (1,8%), França (1,6%) e Nova Zelí¢ndia (3,4%).

Com isso o esboço prova que a índia é o paí­s que mais se aproximou do Brasil, com crescimento médio anual de 5,1%. Mas os indianos só industrializam 12% do total da produção de leite, enquanto no Brasil esse í­ndice é de quase 70%.

De acordo com os dados apresentados, o crescimento mostra que o paí­s está no caminho certo para reduzir a informalidade, que hoje representa 30% do total da produção. Em 2000, o leite informal no Brasil respondia por 39%.
Fonte: Capital News

http://www.milkworld.com.br/noticias/post/informalidade-do-leite-cai-para-30-de-acordo-com-a-associacao-leite-brasil

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top