Lei sobre preço do leite deve dar segurança

#Lei sobre preço do leite deve dar segurança

Empresas de beneficiamento e comércio de laticí­nios deverão informar ao produtor de leite o valor pago pelo produto até o dia 25 de cada míªs. í‰ o que estabelece a Lei 12.669, de 19 de junho de 2012, sancionada pela Presidíªncia da República e publicada na edição desta quarta-feira (20) do Diário Oficial da União. A lei ntra em vigor na mesma data da circulação.
Com a medida, produtores vão saber com antecedíªncia quais valores receberão pelo litro de leite entregue í s empresas responsáveis pelo processamento. O não cumprimento da lei implica em penalização. Em Mato Grosso, o presidente da Associação dos Produtores de Leite (Aprosleite), Alessandro Casado, diz que a legislação trará segurança ao setor.
“Antes da aprovação, o produtor só sabia o que seria pago pelo leite no dia do pagamento, que ocorria em média 45 dias após ser entregue o produto. Não se sabia quanto seria pago. Agora, poderá fazer os investimentos no míªs porque até o dia 25 saberá o valor”, destaca Casado.
Pelos cálculos da associação, no estado o valor médio recebido pelo produtor gira em torno de R$ 0,65. Em muitos casos, não cobre os custos de produção e impossibilita investimentos na cadeia, argumenta Alessandro Casado.
“Pode em alguns casos suprir o custo atual, mas deixa-se de ter í  disposição valores para fazer investimentos [propriedade, reforma de pastagens, aquisição de animais]”, pondera.
Mato Grosso é o 10º produtor no ranking brasileiro com uma produção de aproximadamente 700 milhões de litros ao ano. Responde por 2,3% da produção nacional. Minas Gerais, o maior produtor de leite, produz acima de 8 bilhões de litros por ano, conforme identificou o Diagnóstico da Cadeia do Leite, elaborado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).
Produção e produtividade
De acordo com o diagnóstico, a produção média entre os produtores entrevistados em Mato Grosso foi de 92,59 litros/dia e, em Goiás, 245,05 litros/dia (165%) maior. A produção/vaca em lactação em Mato Grosso foi de 5,92 litros/dia/vaca e, em Goiás, 8,17% litros/dia/vaca (38% maior).

Já a produção total, que refletiu a média geral do estado, chegou a 3,11 litros/dia enquanto em Goiás somou 4,95 litros/dia.

Leandro J. Nascimento
Do G1 MT

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top