#Leite aumenta 18%, mas consumo menor deve frear novas altas

#Leite aumenta 18%, mas consumo menor deve frear novas altas

 

Preço da caixa de leite longa vida em Campo Grande teve evolução de 18,72%
O preço da caixa de leite longa vida em Campo Grande teve evolução de 18,72% de janeiro a junho deste ano. Apesar da entressafra, que está chegando, com o começo da época de estiagem, os valores devem se manter estáveis ou registrarem leve aumento. Isso por causa do comportamento do consumidor, que diminuiu a compra dos derivados e conteve o preço da bebida.

Conforme o coordenador do Nepes (Núcleo de Econômicas) da Uniderp/Anhanguera, o professor Celso Correa de Souza, a tendência de aumento não é tão grande quanto a que foi registrada no final do ano passado.

“Nos últimos meses de 2013, pudemos perceber que apesar de grande, o aumento no preço dos produtos não se manteve”, explicou.

O fator é justificado pela mudança no comportamento do consumidor, que deixou de comprar derivados como iogurte, manteiga, requeijão e outros.

Com a queda na demanda, explicou o professor, sobrou leite nos estoques e isso refletiu, diretamente, no preço da bebida.

“O pessoal está comprando menos os produtos derivados e isso pode segurar um pouco o preço do leite. Daqui para frente, se subir, vai subir pouco”, afirmou.

Pesquisa – O IPC (Índice de Preços ao Consumidor), elaborado pelo Nepes da Anhanguera/Uniderp, revelou que o preço do leite de caixinha subiu até 18,72% na comparação dos seis primeiros meses do ano.

De janeiro a junho, a maior variação foi registrada no preço da caixa de leite longa vida desnatado Parmalat, que aumentou de R$ 2,27 para R$ 2,69.

Na sequência, apareceram o leite desnatado São Gabriel (18,62%); leite integral São Gabriel (18,42%); leite integral Parmalat (17,31%); e leite desnatado Elegê (16,75%).

Com informações do Campograndenews.

 

Tags: , ,
Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top