#Leite: Cotações em baixa diminuem ânimo dos agricultores

#Leite: Cotações em baixa diminuem ânimo dos agricultores

 
Produtores de milho, soja e algodão enfrentam incertezas quanto ao plantio da safra principal por causa dos baixos preços destas culturas no cerrado brasileiro. Em alguns casos os valores estão abaixo do mínimo oficial. A informação é do último levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia aplicada, o Cepea.

O algodão está com o preço próximo do mínimo oficial, a soja registra baixo devida, principalmente à baixa nas negociações em Chicago, nos Estados Unidos. O milho já está sendo vendido abaixo da cotação mínima em algumas regiões de Mato Grosso e em Mato Grosso.

ALGODÃO
O Cepea aponta que os cotonicultores têm destinado parte da produção para cumprir contratos da safra 2013/14, uma vez que os compradores têm adiado as compras a espera de novas quedas no preço da cultura. O aumento da oferta contribui para a redução do valor. Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento, Conab, a safra 2013/14 deve totalizar 1,7 milhão de toneladas, um número 29,5 % maior que a safra anterior. Com as recentes baixas, os preços médios regionais estão próximos do mínimo determinado pelo governo para esta safra, de R$ 54,90 por 15 quilos de pluma.

SOJA
Com a previsão de colheita recorde de cerca de 105 milhões e toneladas nos Estados Unidos, os valores da soja estão em queda no Brasil. Os preços estão voltando ao patamar de fevereiro, época de início da colheita. As quedas só não são maiores por causa da valorização do dólar e dos incentivos à exportação. Nos primeiros seis meses deste ano, o Brasil exportou o equivalente a 75% de toda a soja produzida em 2013.

MILHO
A oferta do milho está em alta no mercado interno e externo. O volume para a safra 2014/15 é superior ao estimado e os Estados Unidos estão com quedas consecutivas os preços do produto. Se o chamado baixista persistir, o Paraná pode reduzir os preços para abaixo do mínimo oficial. Mesmo com o mercado interno aquecido, o s pesquisadores afirmam que a reversão do quadro é possível com maior volume de exportação para reduzir o excedente doméstico.

A Concorrência com os Estados Unidos tende a aumentar a partir de outubro de 2014. A Conab estimou as duas safras 2013/14 para 78,2 milhões de toneladas, um crescimento de 4,1% em relação à oferta de 2012/13. Com isso, representantes do setor produtivo pressionam o governo para que escoe o milho para regiões deficitárias ou exporte o estoque nacional como medidas de manutenção da renda do produtor.

 

Fonte: Roberto Belini – Especial para o Capital News (www.capitalnews.com.br)

 

 

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top