Leite: mercado aquecido em SC

# Leite: mercado aquecido em SC

A atividade leiteira continua sendo uma excelente fonte de renda para os produtores rurais catarinenses. O Conselho Paritário Produtor/Indústria de Leite do Estado de Santa Catarina (Conseleite) fixou em R$ 0,6649/litro o preço de referíªncia para o leite padrão, mas o mercado está pagando até R$ 0,88 em razão da escassez do produto.

O Conselho definiu em setembro, os tríªs valores de referíªncia para o leite: R$ 0,7646 para aquele acima do padrão; R$ 0,6649 para o padrão e R$ 0,6045 para o leite abaixo do padrão. Em relação ao míªs anterior, os preços permaneceram estáveis.

O presidente do Conseleite e vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC), Nelton Rogério de Souza, explica que os preços estão aquecidos porque a demanda das indústrias está forte. Ele calcula que os laticí­nios catarinenses estão operando com 40% de ociosidade.

A maciça importação de leite do Uruguai e da Argentina – que ocorria desde o iní­cio do ano – teve uma redução em razão da situação cambial e do aumento dos custos de produção daqueles dois parceiros comerciais do Brasil. “Isso foi bom porque permitiu uma melhora nos nossos preços internos”, observa Souza.

A seca que assolou o território catarinense neste ano não reduziu a produção estadual que, ao contrário, registra 9% de crescimento, mesma taxa de expansão verificada em 2011. O crescimento da base produtiva do leite decorre do fato de gerar renda mensal, ao contrário das lavouras e da pecuária intensiva.

No mercado real, os criadores estão recebendo valores maiores que, em razão da qualidade, da quantidade e de outras condições, variam de R$ 0,65 a R$ 0,88 por litro.

Nelton Rogério de Souza realça que a pujança da cadeia de lácteos será  destacada na Mercoláctea 2012 de 8 a 11 de novembro de 2012, no Parque da Efapi em Chapecó. Ali, reunirá mais de 120 expositores, oportunizará negócios da ordem de 85 milhões de reais e atrairá mais de 15 mil visitantes-compradores. A feira é promovida pela FAESC, Associação Comercial e Industrial de Chapecó (Acic) e Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc).

Riqueza

O leite é uma riqueza econí´mica e nutricional em Santa Catarina. Sexto produtor nacional, o Estado gera 2,2 bilhões de litros/ano. Praticamente todos os 190.000 estabelecimentos agropecuários produzem leite, o que gera renda mensal í s famí­lias rurais e contribui para o controle do íªxodo rural. O oeste catarinense responde por 60% da produção com cerca de 50.000 estabelecimentos rurais.

Assessoria de Comunicação do Sistema FAESC
www.faesc.com.br
http://www.sondabrasil.com.br/new.asp?cod=23211&dpto=1

Tags: , ,
Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top