#Leite: Restrição da China para alimentos infantis começa em 1 de maio

#Leite: Restrição da China para alimentos infantis começa em 1 de maio

 

As restrições da China à importação de certos alimentos para crianças tende a impactar as vendas externas da Nova Zelândia, que não pretende mudar a fórmula de seus produtos. As barreiras foram impostas justamente após um recall de produtos feito pela neozelandesa Fonterra no ano passado, quando a cooperativa descobriu a presença de uma bactéria resistente em alguns de seus laticínios.

 

A projeção é de que 90% das exportações neozelandesas de alimentos para a China sejam prejudicadas a partir de 1º de maio, quando as restrições começam a valer. O governo chinês quer que as empresas exportadoras estejam registradas no país e que todo o processo de produção seja controlado pelas próprias companhias.

 

De acordo com o ministro de Segurança Alimentar da Nova Zelândia, Nikki Kaye, aproximadamente 50 empresas, que produzem 70 marcas de produtos, devem enfrentar problemas. Conforme ele, há um total de 150 marcas de alimentos para crianças embarcadas pela Nova Zelândia. Teremos um ‘impacto significativo’, afirmou Kaye.

 

No mês passado, representantes chineses estiveram na Nova Zelândia e relataram alguns problemas relacionados à ventilação em unidades das 13 principais empresas de produtos para crianças, afirmou o ministro de Indústrias neozelandês, Nathan Guy. Ele espera que essa questão seja resolvida a tempo.

 

O setor de laticínios responde por cerca de 25% de todas as exportações da Nova Zelândia, que se beneficiou, nos últimos anos, pelo apetite chinês por esses produtos. No ano passado, os embarques de laticínios ao gigante asiático somaram 5 bilhões de dólares neozelandeses (US$ 4,29 bilhões), dos quais 200 milhões de dólares neozelandeses (US$ 171,36 milhões) em alimentos para crianças. Fonte: Dow Jones Newswires.

 

http://www.olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?noticia=restricao_da_china_para_alimentos_infantis_comeca_em_1_de_maio&edt=21&id=364878

 

 

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top