#Leite:Fonterra, Abbott construirão fazendas de laticínios na China

#Leite:Fonterra, Abbott construirão fazendas de laticínios na China

 

 
Leite: empresas disseram ter assinado um acordo de 300 milhões de dólares para construir as fazendas

Wellington – A cooperativa neozelandesa de laticínios Fonterra e a companhia norte-americana de saúde Abbott estão planejando construir até cinco fazendas de laticínios na China, visando assegurar o suprimento doméstico à demanda crescente por leite na segunda maior economia do mundo.

Em um comunicado divulgado nesta sexta-feira, a maior exportadora de laticínios do mundo e a Abbott, uma grande vendedora de leite em pó infantil na China, disseram ter assinado um acordo de 300 milhões de dólares para construir as fazendas, que produzirão até 160 milhões de litros de leite ao ano.

O planejado polo, cuja localização ainda será decidida, será o terceiro da Fonterra, seguindo centros de laticínios similares nas províncias chinesas de Shanxi e Hebei. Caso o plano seja aprovado pelas autoridades chinesas, as companhias disseram que a primeira fazenda começará a produzir no início de 2017.

O acordo vai se apoiar sobre a relação existente entre as duas companhias, já que a Fonterra conta a Abbott como uma cliente no atacado de seus produtos de leite em pó, que incluem a marca infantil Similac.

Fonte:Valor Econômico

 

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top