#Leite:Ministério confirma que suspeita de caso atípico de "vaca louca" em MT

#Leite:Ministério confirma que suspeita de caso atípico de “vaca louca” em MT

 

São Paulo, SP, 25 de Abril de 2014 – O Ministério da Agricultura confirmou, em comunicado divulgado há pouco, que suspeita que o bovino sacrificado no Estado de Mato Grosso sofria da forma atípica do mal da “vaca louca” (a Encefalopatia Espongiforme Bovina, EEB).

 

No comunicado, o ministério ressaltou que a confirmação do caso atípico da doença só acontecerá após a divulgação de exames adicionais que serão realizados no laboratório de referência de Waybrige, no Reino Unido. O ministério não informou quando os resultados desses exames serão divulgados.

 

Conforme a Pasta, o animal tinha 12 anos de idade e foi enviado para o abate no último dia 19 de março de 2014. Quando foi mandado para o abate, informa o Ministério da Agricultura, o animal não apresentava sintomas de “distúrbios neurológicos”.

 

No entanto, durante fase de inspeção pré-abate um fiscal agropecuário encontrou o animal caído. Diante disso, o fiscal enviou o bovino para um abate de emergência. “Com esse quadro, o animal não foi considerado apto ao abate de rotina, sendo direcionado ao abate de emergência e submetido à colheita de amostras para o teste de EEB”, disse o ministério. O animal não entrou na cadeia de alimentação humana.

 

“Foram deflagradas atividades imediatas no sentido de realizar investigação epidemiológica a campo e providências para o envio da amostra ao laboratório de referência internacional da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), em Weybridge, na Inglaterra, para confirmação da suspeita”, informou a Pasta no comunicado .

 

Nos casos atípicos de “vaca louca”, o animal contrai a doença espontaneamente, com o passar da idade. O caso atípico ocorre, em geral, em animais com idade acima de dez anos. No caso clássico, mais grave, o animal contrai a doença normalmente por meio da alimentação de farinha de carne e ossos. Os casos clássicos costumam ocorrer em animais com idade de 2 a 7 anos. O Brasil nunca registrou um caso típico do mal da “vaca louca”.

 

De acordo com o Ministério da Agricultura, o animal sacrificado em Mato Grosso foi criado no sistema extensivo, ou seja, alimentou-se apenas de pasto e sal mineral, o que limita a possibilidade de ocorrência um caso clássico ou típico. Além disso, a alimentação de bovinos com farinha de carne e ossos é proibida no Brasil e o país detém o status de risco “insignificante” conferido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

 

Fonte: Valor Econômico

 

Tags: ,
Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top