#Leite:Nordeste deve ser declarado livre da aftosa pela OIE

#Leite:Nordeste deve ser declarado livre da aftosa pela OIE

 

A Organização Mundial da Saúde Animal (OIE, na sigla em inglês) deve declarar os Estados do Nordeste livres da febre aftosa, com vacinação, em maio. Isso permitirá que a região ganhe espaço no mercado internacional de carne bovina. Atualmente, apenas o Estado de Santa Catarina é considerado livre de aftosa, sem vacinação.

 

 

 

“Em maio nós teremos, finalmente, todo o Nordeste considerado livre de febre aftosa, o que é um reconhecimento mundial. É inequivocamente um avanço” afirmou nesta sexta-feira, 4, em entrevista ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, o secretário de Relações Internacionais do Agronegócio do Ministério da Agricultura, Marcelo Ferraz.

 

O secretário sinaliza que a entidade internacional pode emitir, em até dois anos, uma nova declaração reconhecendo todo o rebanho brasileiro livre da doença. “O horizonte que temos é que em dois anos a gente venha a ter o Brasil inteiro livre da febre aftosa. Talvez até um pouco antes. E quando atingirmos esse status vai facilitar muito nossa vida nas negociações internacionais”, afirmou.

 

A reportagem é da Agência Estado.

 

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top