Lucros com produção leiteira caem durante perí­odo de estiagem em RO

# Lucros com produção leiteira caem durante perí­odo de estiagem em RO

Produtores conciliam produção com condições climáticas da região.Investimentos em melhoramento genético garantem maior produção.

Os produtores de leite da região de Ariquemes, RO, estão conciliando a produção leiteira nas propriedades rurais com as condições climáticas da Região Amazí´nica para produzir mais, obter mais lucro e reduzir despesas. De acordo com o produtor Gilberto Miranda, no perí­odo de estiagem, entre os meses de abril e setembro, os lucros com a produção de leite não passam de 5%, bem abaixo do obtido no perí­odo de chuva, quando chega a 30%.

Para poupar gastos com rações concentradas, os produtores marcam a procriação das vacas para outubro, época em que a pastagem já está verde e o gado consegue se alimentar de forma natural, aumentando a qualidade e a produção do leite.

Segundo a Empresa de Assistíªncia Técnica e Extensão Rural de Rondí´nia (Emater-RO), a média da produção diária por vaca é, no máximo, de quatro mil litros. Produtores apostam que estes números atuais podem aumentar com investimentos nos avanços de melhoramento genético.

“Inseminamos os animais entre os meses de dezembro e janeiro, já que temos oito meses de chuva. Então a produção de leite é muito maior por causa do capim novo.”, explica Gilberto.
http://g1.globo.com/ro/rondonia/noticia/2012/08/lucros-com-producao-leiteira-caem-durante-periodo-de-estiagem-em-ro.html

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top