Matsuda lança programa de manejo nutricional Desempenho Máximo - eDairy News

Matsuda lança programa de manejo nutricional Desempenho Máximo

O Grupo Matsuda aproveitou a etapa Intercorte em Campo Grande para lançar o Programa Desempenho Máximo, uma metodologia de manejo nutricional que aponta a melhor forma de utilizar diversas formulações de suplementos minerais, energéticos e proteicos, respeitando cada fase da vida do gado, seja ele de leite ou de corte. A grande vantagem é potencializar o desempenho dos animais criados em pasto ou em confinamento.

De acordo com o médico veterinário da Matsuda, Wagner Granado, a ideia é criar uma norma de tratamento onde o animal, seja bezerro ou boi gordo, tenha rendimento máximo. “O programa foi lançado na etapa Intercorte de São Paulo e é um resumo dos produtos que já tínhamos, mas com uma nova roupagem, mostrando para o pecuarista qual melhor suplemento dar aos animais, em determinada fase da vida”, explica.

São cinco protocolos desenvolvidos para gado de corte criado a pasto e ou cocho e rebanhos leiteiros também nas duas formas de criação . “Cada protocolo tem vários produtos envolvidos, cada um com uma fórmula diferente. Os produtos são desenvolvidos para cada fase da vida do animal, ou seja, para bezerro, fase jovem, adulta, de leite, corte. É como se fosse uma receita para o produtor seguir, onde ele usa os produtos certos no momento certo do desenvolvimento da vida do animal”, explica.

A metodologia do programa Desempenho Máximo é simples, criada exatamente para facilitar o manejo nutricional na fazenda, por meio de todo um processo de informações visual.

O Programa Desempenho Máximo está dividido em cinco sistemas de produção, indicando os períodos de uso dos produtos, de acordo com a evolução do crescimento e peso: Mais Bezerro, Mais Carne – Pasto, Mais Carne – Confinamento, Mais Leite – Pasto e Mais Leite – Intensivo.

Segundo o diretor presidente do Grupo, Jorge Matsuda, esse programa auxilia o pecuarista, o empresário, o produtor, o pequeno produtor, o leiteiro e os técnicos que atuam na área.

“Vimos ao longo de nossa experiência de mais de 30 anos na produção de suplementos, que existem muitos produtos no mercado, uma gama imensa com várias denominações e formulações, deixando o pecuarista confuso com sua utilização. Por isso desenvolvemos o programa, após longos estudos e experimentos, resultando num método balanceamento de manejo nutricional, ideal para desenvolver o animal em cada etapa de desenvolvimento e de acordo com o período do ano”.

São as orientações técnicas desse programa que irão otimizar a utilização correta dos suplementos, com informações consolidadas em um mapa de comunicação visual, onde o produtor lê e identifica facilmente os produtos corretos a serem utilizados.

A Matsuda está localizada na avenida Coronel Antonino, saída para Cuiabá e conta com equipe de médicos veterinários, agrônomos e zootecnistas para atender aos produtores rurais.

A Intercorte em Campo Grande começou hoje e acontece no Centro de Convenções Albano Franco, com atividades das 8h às 20h. Há um stand da Matsuda com veterinários para atender aos interessados no Programa Desempenho Máximo.

A etapa encerra nesta quinta-feira (21).

http://www.campograndenews.com.br/rural/matsuda-lanca-programa-de-manejo-nutricional-desempenho-maximo

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.


Top