Membro do CCAS ministra de curso de certificação de leite - eDairy News

Membro do CCAS ministra de curso de certificação de leite

 
Certificação é importante para garantir a confiança dos consumidores e mercados cada vez mais exigentes

O Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS) participa do curso online de certificação de leite: “Programas de Certificação na Pecuária de Leite”, promovido pela Agripoint. A conselheira do CCAS, Roberta Züge, que também é médica veterinária doutora, será a professora do curso. “A certificação pode ser definida como um instrumento para as empresas gerenciarem e confirmarem a qualidade de seus produtos. Ela serve para informar e garantir aos consumidores que os produtos certificados possuem os atributos procurados que devem ser entendidos como aqueles que não podem ser visualizados e percebidos externamente, e dependem de mecanismos auxiliares para sua percepção”, explica Roberta.

O processo de certificação impõe todos os conceitos de sustentabilidade, desde ambiental, até o trabalhista e bem estar animal, que serão tratados durante o curso. Os alunos também poderão tirar as dúvidas direto com a professora e participar de fóruns. Também conhecerão os processos de certificação do leite da Canada Organic, GlobalGap, Humane Farm Animal Care, Naturland e Rainforest Alliance. “Nosso objetivo é que os alunos aprendam quais os princípios e padrões de adequação do processor, assim como a aquisição do selo de certificação”, destaca a conselheira.

As aulas começam dia 19 de julho e terminam 13 de setembro de 2016. Outras informações podem ser obtidas no website: www.educapoint.com.br/curso/certificacao/

Sobre o CCAS

O Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS) é uma organização da Sociedade Civil, criada em 15 de abril de 2011, com domicilio, sede e foro no município de São Paulo-SP, com o objetivo precípuo de discutir temas relacionados à sustentabilidade da agricultura e se posicionar, de maneira clara, sobre o assunto.

O CCAS é uma entidade privada, de natureza associativa, sem fins econômicos, pautando suas ações na imparcialidade, ética e transparência, sempre valorizando o conhecimento científico.

Os associados do CCAS são profissionais de diferentes formações e áreas de atuação, tanto na área pública quanto privada, que comungam o objetivo comum de pugnar pela sustentabilidade da agricultura brasileira. São profissionais que se destacam por suas atividades técnico-científicas e que se dispõem a apresentar fatos concretos, lastreados em verdades científicas, para comprovar a sustentabilidade das atividades agrícolas.

A agricultura, apesar da sua importância fundamental para o país e para cada cidadão, tem sua reputação e imagem em construção, alternando percepções positivas e negativas, não condizentes com a realidade. É preciso que professores, pesquisadores e especialistas no tema apresentem e discutam suas teses, estudos e opiniões, para melhor informação da sociedade. É importante que todo o conhecimento acumulado nas Universidades e Instituições de Pesquisa seja colocado à disposição da população, para que a realidade da agricultura, em especial seu caráter de sustentabilidade, transpareça. Mais informações no website: http://agriculturasustentavel.org.br/. Acompanhe também o CCAS no Facebook: http://www.facebook.com/agriculturasustentavel

http://www.segs.com.br/demais/22853-membro-do-ccas-ministra-de-curso-de-certificacao-de-leite.html

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top