Milho: alta oferta pode favorecer pecuária no 2º semestre

Milho: alta oferta pode favorecer pecuária no 2º semestre

Alexandre Mendonça de Barros, da Consultoria MB Agro, também acredita em sustentação dos preços da arroba do boi para o mesmo período

Moacir José

Se for confirmada a previsão de uma safrinha de milho na casa das 60 milhões de toneladas – mesmo que inferior às 70 milhões de toneladas da safrinha do ano passado – não haverá como os preços do milho não cederem, uma vez que os segmentos de aves e de suínos estão consumindo menos o insumo e esse excesso de oferta deverá favorecer a pecuária de corte no segundo semestre deste ano, especialmente os confinadores.

A previsão foi feita pelo economista Alexandre Mendonça de Barros, da Consultoria MB Agro, de São Paulo, na abertura do 9º Confinatto, evento para pecuaristas promovido pela indústria de insumos Agroceres-Novanis, em Rondonópolis, MT.

Além disso, o consultor vislumbra uma boa sustentação dos preços da arroba do boi para o mesmo semestre, resultado de um movimento que acontece agora e que deve perdurar até o fim do primeiro semestre, de pressão de baixa para a proteína vermelha, uma vez que as carnes concorrentes estão mais ofertadas agora (abate de matrizes suínas e menor produção de pintos de corte), o que puxa todos os preços das proteínas para baixo. Num segundo momento, esses preços tenderão a subir, por força da menor oferta.
Ouça no áudio mais considerações do consultor sobre o assunto:

Fonte: Portal DBO
Tags:
Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top